Município abre cadastro habitacional para renda familiar de 1,5 a 2 salários mínimos

A Prefeitura de Corumbá inicia hoje, 25 de maio, cadastro habitacional para a faixa de renda familiar de 1 salário mínimo e meio (R$ 1.405,50) a 2 salários mínimos (R$ 1.874,00). O cadastramento deve ser feito na sede da Gerência de Habitação e Regularização Fundiária, que funciona no prédio do antigo Hotel Galileo, que fica na esquina da rua Frei Mariano com avenida General Rondon, área central da cidade, no horário das 07h30 às 13h30. O cadastro não é garantia de contemplação com unidades habitacionais, mas é um passo importante no processo de aquisição da casa própria.

 

“Preocupada com os problemas habitacionais do município, a administração do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira está abrindo cadastramento específico para a faixa de renda familiar que vai atender de um e meio a dois salários mínimos. Vamos ampliar a abrangência dos nossos programas habitacionais, que hoje está mais restrita à faixa de zero a 1 salário mínimo (R$ 937,00)”, informou o secretário Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Ricardo Ametlla.

 

De acordo com o secretário, “percebendo que havia carência de habitação nessa faixa de renda familiar, O Município está abrindo o cadastramento através de sua Gerência de Habitação e Regularização Fundiária, que está apta a receber esse novo cadastro”. Ametlla reforçou que o cadastro é “exclusivo para a faixa de renda familiar de 1 e meio a 2 salários mínimos. Somando a renda da família tem que estar dentro dessa faixa”.

 

Ele esclareceu que o Município já contempla a outra faixa de renda com programas habitacionais como o Corumbella II; Flamboyant I, II, e III. “Verificamos que há essa grande de demanda de habitação para essa faixa de renda familiar”, completou o secretário titular da pasta ao qual está vinculada a Gerência de Habitação e Regularização Fundiária.

 

Inicialmente, o cadastro vai ficar aberto pelos próximos 15 dias. “Acreditamos ser um prazo suficiente, mas caso tenha demanda, nós podemos prorrogar”, disse Ricardo Ametlla. Para se cadastrar, a pessoa deve apresentar a documentação de identificação pessoal básica, além de comprovantes de endereço e de renda.

 

“Por determinação do prefeito Ruiter Cunha, trabalhamos em novos programas habitacionais para o município, que vão desde programas que atendam a essa faixa (de 1,5 a 2 salários), como para a faixa de zero a um. O prefeito Ruiter já anunciou que a programação é que em julho sejam entregues 200 unidades habitacionais; em agosto 224 unidades do Corumbella II, e por fim, em setembro as 840 unidades do Flamboyant I, II e II. Nessas unidades os serviços de infraestrutura estavam paralisados. Sem a conclusão deles não podemos fazer a entrega. Hoje, temos os serviços de infraestrutura em andamento lá no Flamboyant 1,2 e 3 e também no Casa Nova II, no Jardim dos Estados”, finalizou o secretário Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos.