Evento no sábado destaca importância da qualificação profissional

A Prefeitura de Corumbá promove no sábado, 03 de junho, encontro do Programa de Promoção do Acesso ao Mundo do Trabalho (Acessuas Trabalho). Coordenado pela Secretaria Municipal de Assistência Social, o evento é voltado para moradores dos bairros Popular Velha, Centro América, Cristo Redentor, Previsul, Industrial, Universitário, Maria Leite, Vitória Régia, Vila Mamona e Conjunto Guatós (território de abrangência do CRAS I). A ação terá início às 08 horas no Centro Comunitário do bairro Padre Ernesto Sassida. 

 

A atividade contará com apresentação cultural; palestra sobre “A importância da qualificação profissional e da inclusão no mercado de trabalho” e oficinas de corte de cabelo, revitalização facial, customização de camisetas, oficina de EVA, vacinação e pesagem, oficina de artesanato, cadastro e recadastramento do Cadastro Único.

 

O evento tem como objetivo apresentar importância da qualificação profissional e da inclusão no mercado de trabalho, além de orientar sobre a participação em palestras e cursos oferecidos pela Secretaria Municipal de Assistência Social.


O Acessuas Trabalho

 

O Programa de Promoção do Acesso ao Mundo do Trabalho (Acessuas Trabalho) busca a autonomia das famílias usuárias da Política de Assistência Social, por meio da integração ao mundo do trabalho.

 

A iniciativa faz parte de um conjunto de ações de articulação de políticas públicas e de mobilização, encaminhamento e acompanhamento de pessoas em situação de vulnerabilidade ou risco social para acesso a oportunidades afeitas ao trabalho e emprego.

 

As ações de Inclusão Produtiva compreendem a qualificação técnico-profissional; a intermediação pública de mão-de-obra; o apoio ao microempreendedor individual e à economia solidária; o acesso a direitos sociais relativas ao trabalho (formalização do trabalho); articulação com comerciantes e empresários locais para mapeamento e fomento de oportunidades. O Programa Acessuas Trabalho teve a vigência prorrogada até 2018 pelo Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS), por meio da Resolução nº 27 de 14 de outubro de 2014.