Depois de 33 anos, Corumbaense é novamente campeão do Estadual de Futebol

Faltando menos de uma hora para o início da final do Campeonato Sul-Mato-Grossense de Futebol 2017, o estádio Arthur Marinho estava praticamente lotado, arquibancadas coberta e descoberta cheias. O governador Reinaldo Azambuja e o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira assistiram à partida em meio aos torcedores. O público que não conseguiu entrar no estádio assistiu ao jogo pelo telão de LED instalado em frente à Academia da Saúde e vibrou a cada possibilidade de gol. As ruas nas proximidades do estádio ficaram lotadas.

 

Mesmo jogando pelo empate, aos 43 minutos do primeiro tempo, aproveitando o lançamento de Juninho, o atacante Willian abriu o placar para o Corumbaense. Porém, aos 44 minutos, o jogador Sandrinho, do Carijó, foi expulso depois de levar o segundo cartão amarelo.

 

O segundo tempo começou com vantagem para o Novoperário. Aos 9 minutos, Luan chutou, o goleiro do Corumbaense defendeu, mas Andrinho pegou o rebote e fez um golaço. Nesse momento, o time adversário que precisava vencer o Galo Guerreiro ficou a um gol da vitória.

 

No entanto, aos 33 minutos do segundo tempo, a bola balançou a rede mais uma vez no Arthur Marinho. Na cobrança do escanteio, o jogador do Corumbaense Mutuca cabeceou e o goleiro do NOVO não conseguiu segurar, abrindo vantagem para o Carijó, que só precisava de empate para ser campeão. O Corumbaense conseguiu manter o placar e conquistou o segundo título do Campeonato Estadual da sua história, com resultado final de 2 X 1.

 

“É a coroação de um trabalho de cinco meses. Houve um momento em que não acreditavam, mas o grupo trabalhou e conseguiu conquistar o objetivo, que era o título”, afirmou Mutuca, autor do segundo gol pelo Carijó. No final da tarde, por volta das 17h50, os jogadores saíram do estádio e, em cima do carro dos bombeiros, começaram a percorrer as ruas centrais da cidade em comemoração.

 

Reinaldo Azambuja, que ficou até a premiação, afirmou que o Corumbaense está de parabéns, fez uma bela festa e mereceu o título. O prefeito Ruiter Cunha de Oliveira concordou com a opinião do governador. “Após 33 anos, foi fundamental a força do futebol. A torcida e o povo de Corumbá estão de parabéns. O apoio da Prefeitura foi importante, acreditamos nisso e investimos no esporte. O título coroou a melhor equipe, a que mais merecia ser campeã. Ano que vem tem mais”, disse Ruiter.

 

Escalação dos times neste jogo

 

A escalação do técnico do Corumbaense Douglas Ricardo contou com o goleiro Diego, os jogadores Robinho, Rodrigo, Rafael, Valdiney, Cléber, Mutuca, Juninho, Sandrinho, Careca e Willian. Os reservas foram o goleiro Dida, Thiago Costa, Adailton, Fagner, Elivélton, Romarinho e Tuia.

 

Já o técnico do Novoperário, Basílio Amaral, escalou o goleiro Bernardo e os jogadores Cafu, Diogo, Magno, Júlio, Ramer, Maguila, Wesley, Vilmar, Andrinho e Luan. No banco de reservas ficaram Guilherme, Rafael, Vandinho, Arthur, Matheus, Kiko e Jeferson.