Boletim divulga números e ações da Prefeitura contra o Aedes aegypti

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou nesta sexta-feira, 26 de maio, o 12º boletim epidemiológico de 2017. De acordo com o levantamento feito entre os dias 14 e 20 deste mês, foram notificados 15 novos casos suspeitos de dengue em Corumbá. No ano foram notificados 356 casos. Desses 21 foram confirmados, a maior quantidade (6) ocorreu em moradores do Centro.

 

Também foram confirmados na cidade cinco casos de zica vírus, do total de 72 notificados. Já de chikungunya, doença também provocada pelo Aedes Aegypti, foram 49 notificações e duas confirmações, uma no bairro Popular Velha e outra no Jardim dos Estados.

 

O levantamento atualizou ainda os números da leishmaniose na região. Até a semana epidemiológica 20, foram confirmados seis casos de leishmaniose visceral nos bairros Jardim dos Estados, Jardinzinho, Popular Velha, Previsul e Dom Bosco, com um óbito no bairro Maria Leite.

 

O boletim também apresentou dados recentes sobre a Influenza, comumente conhecida como gripe. É uma doença viral febril, aguda, geralmente benigna e autolimitada. Frequentemente é caracterizada por início abrupto dos sintomas, incluindo febre, calafrios, tremores, dor de cabeça, dor muscular e perda de apetite, assim como sintomas respiratórios com tosse seca, dor de garganta e coriza.

 

A infecção geralmente dura uma semana. Algumas pessoas, como idosos, crianças novas, gestantes e pessoas que apresentam outras enfermidades possuem um risco maior de desenvolver complicações devido à influenza. A vacinação é a intervenção mais importante na redução do impacto da influenza.

 

Até o momento, no município foram confirmados por laboratório nove casos de H3 sazonal e um caso de H3 sazonal por vínculo epidemiológico. Outros 16 casos foram descartados por laboratório, num total de 109 notificados.

 

O trabalho da Secretaria Municipal de Saúde acompanha ainda a evolução das doenças diarreicas. Até o período analisado foram registrados 1.542 casos de Doenças Diarreicas Agudas. Destes, 84 casos ocorreram crianças menores de um ano, 374 em crianças de um a quatro anos, 155 casos em criança de cinco a nove anos e 845 casos em crianças com mais de 10 anos.

 

Ações

 

Entre os dias 14 e 20 de maio foi realizado bloqueio de transmissão em 731 imóveis com a bomba costal nas micro áreas TV Morena, Arthur Marinho, Generoso, São Bartolomeu, Nova Corumbá, Cristo e Clio Proença.

 

Durante a semana 20 foram visitados 3371 imóveis nas atividades de rotina, onde foram feitas eliminação de focos, com o objetivo de impossibilitar o desenvolvimento do vetor e orientação junto aos moradores para que evitem o acúmulo de materiais que possam favorecer o depósito de ovos do mosquito transmissor.

 

A Equipe de Bloqueio Mecânico realizou bloqueio nas seguintes micro áreas: Beira Rio, Linha Férrea, Gastão, São Vicente, TV Morena e Popular Nova. Também foi realizado Manejo Ambiental em todos os casos notificados.

 

Foi realizada também a elaboração do projeto “10 minutos contra o Aedes” nas Escolas e Unidades e Básicas de Saúde e a entrega do Projeto “Agente Mirim” nas Escolas Municipais José de Souza Damy e Fernando de Barros.