Município superou problemas com infraestrutura e apresentou soluções de segurança pública

Em continuidade à série de postagens referentes aos 100 Dias de Gestão do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira apresentados na coletiva de imprensa de 10 de abril de 2017, a segurança pública foi um dos tópicos. O início do ano apresentou desafios à Agência Municipal de Segurança Pública: espaço da Guarda Municipal apresenta problemas na rede elétrica e telefônica, e a falta de espaço não oferece conforto à equipe, além da falta de equipamentos individuais e de uniforme.

 

“É preciso melhorar consideravelmente a Guarda Municipal, especialmente na atualização da legislação trabalhista relacionada aos planos de cargos e salários. Estamos em processo de licitação para regularizar a entrega de uniformes, pois muitos agentes estão há anos sem receber a vestimenta necessária para cumprir seu dever”, explicou o diretor da Ageseg, Jorge José de Castro.

 

 

As operações Cidade Tranquila e Carnaval reuniram a Guarda Municipal, a Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Estadual, além da segurança privada, e estabeleceu um padrão de segurança pública que será levado adiante na gestão. “Acabou aquela história de que, no Carnaval, há a presença da polícia e da guarda e, depois, tudo volta como estava. Quebramos este padrão e estabelecemos um novo parâmetro de segurança pública para Corumbá”, reforçou o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira.

 

Prioridade no Carnaval em Corumbá, o policiamento ganhou reforços e a parceria devolveu à sociedade um fato inédito: foi uma festa segura. “Essa integração entre as Forças de Segurança foi fundamental. Atuando em conjunto, policiais e guardas municipais potencializaram seu poder de repressão ao crime e a sociedade percebeu a mudança”, apresentou o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira.

 

Com um aumento de apenas 14% no total de pessoas que trabalharam na segurança do Carnaval, em relação ao mesmo período no ano anterior, é possível observar um aumento exponencial nos resultados. Somente no número de pessoas abordadas por policiais, houve um salto de 198%. “Passamos de 264 policiais militares, guardas municipais e segurança privada em 2016 para 306 em 2017”, afirmou Castro.

 

Criada pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira para integrar e potencializar a atuação das Forças de Segurança da região, a Agência Municipal de Segurança Pública ofereceu no primeiro trimestre de 2017: treinamento com a Polícia Militar para a Guarda Municipal; fortaleceu parcerias com a Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Estadual, DOF (Departamento de Operações de Fronteira) e Polícia Ambiental; instalou câmeras de monitoramento na Escola CAIC e articulou a vinda do Encontro Nacional de Profissionais de Operações Especiais (BOPE) a Corumbá.