Programa social do Senar atenderá três escolas de assentamentos em Corumbá

Por entendimento do Sindicato Rural de Corumbá junto à Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de MS) e agora concretizado, graças à participação efetiva da atual gestão do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, o município passa a integrar o Agrinho, maior programa de responsabilidade social do Senar, que este ano atenderá 184 mil alunos do ensino fundamental em Mato Grosso do Sul.

 
A inclusão de Corumbá entre os 58 municípios que participarão da edição 2017 do programa foi confirmada pelo presidente do Sindicato Rural, Luciano Aguilar Leite, que hoje também ocupa a subsecretária municipal de Produção Rural. Luciano e representantes da secretaria municipal de Educação participaram do lançamento do Agrinho, nesta quarta-feira, 8 de março, em Campo Grande.
 
 

O tema deste ano, “Cultivando saúde, colhendo qualidade de vida”, foi revelado pelo presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito e o presidente da CNA (Confederação Nacional da Agricultura), João Martins, durante seu lançamento.
 

 
Assentamentos
 

O termo de adesão foi assinado pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, secretária municipal de Educação, Maria Eulina Rocha dos Santos, o presidente da Famasul, Maurício Saito, e pelo superintendente regional do Senar, Rogério Thomitão Beretta. O Agrinho envolverá os 349 alunos de 1ª a 9ª séries das escolas de período integral Paiolzinho, Monte Azul e Eutrópia Gomes Pedroso, nos assentamentos rurais Taquaral e Tamarineiro.
 

O Agrinho tem como objetivo a complementação de atividades de aprendizagem para alunos do ensino fundamental da rede pública, garantindo que, ainda na fase inicial de sua formação escolar, tenham contato com assuntos que os façam fortalecer a consciência ambiental e de relevância social promovendo uma educação crítica e reflexiva. O programa capacitará ainda oito mil professores, dos quais 42 de Corumbá.

 
O foco do programa é desenvolver os temas transversais propostos nos PCN – Parâmetros Curriculares Nacionais estabelecidos pelo Ministério da Educação: ética, pluralidade cultural, meio ambiente, trabalho e consumo, saúde, orientação sexual e temas locais (sustentabilidade, valores e conexão campo cidade).

 

Com informações da Famasul e Governo do MS