Prevenção é o principal combate a Doença de Chagas, afirma especialista

Termina nesta quinta-feira, 30 de março, a capacitação sobre Doença de Chagas destinada para os agentes comunitários de saúde e agentes de endemias da Secretaria Municipal de Saúde de Corumbá. A qualificação é uma parceria da Prefeitura com a Secretaria Estadual de Saúde (SES) e começou na terça-feira.

 

Após um trabalho teórico realizado no Auditório da Prefeitura, na terça, ações práticas foram efetuadas na Escola Municipal Rural Carlos Cárcano, no assentamento Ucurum, no dia seguinte. Nesta quinta, o trabalho acontece na Escola Municipal Rural Monte Azul, no assentamento Taquaral.

 

“O objetivo é capacitar esses trabalhadores a identificarem o vetor potencial e detectar possíveis casos da doença”, afirmou o responsável pelo curso, Gilmar Cipriano Ribeiro, da Coordenadoria de Vetores da SES. Segundo ele, a prevenção é a melhor forma de combater a Doença de Chagas.

 

“Muitas vezes a doença se manifesta após 20, 25 anos de infecção, em fase crônica, quando o tratamento já se torna muito difícil”, explicou. Para evitar esse diagnóstico tardio, Corumbá trabalha para implementar um Posto de Informação de Triatomíneos (PIT), que servirá de referência para o combate a doença.

 

Doença de Chagas

 

A Doença de Chagas é uma doença infecciosa causada por um protozoário denominado Trypanosoma cruzi.  Foi descrita há quase cem anos (1909) pelo médico sanitarista e pesquisador Carlos Chagas. Essa doença tem uma fase aguda, de duração mais breve, e uma fase crônica que pode se estender por toda a vida da pessoa infectada. A doença tem cura.

 

Quanto mais precoce for o diagnóstico e o quanto antes for iniciado o tratamento, maiores as chances. Quanto maior o tempo de infecção, menores as chances de cura e mais difícil será a demonstração da efetividade do tratamento, pois mesmo estando curada, a pessoa continuará gerando anticorpos. Não existe vacina ainda.