Feira é opção saudável para consumidores e fonte de renda para assentados

Verduras, hortaliças, laticínios, frutas, pães e mel, tudo produzido de forma natural, orgânica, sem a utilização de insumos agrícolas industrializados ou conservantes, são comercializados todas as terças-feiras na Unidade I do Campus do Pantanal (CPAN).

 

A Feira Agroecológica é promovida pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) juntamente com vários parceiros, entre eles a Prefeitura de Corumbá. O local é uma ótima opção para quem busca alimentos com boa procedência e também para os pequenos produtores, que lá conseguem mais um importante reforço no orçamento familiar.

 

“Eles conseguem comercializar praticamente tudo que trazem aqui e, várias vezes, ainda conseguem até encomendas para outras ocasiões”, afirmou Aguinaldo Rodrigues, coordenador do trabalho que começou em 2016, como um projeto de extensão do CPAN, e neste mês completa um ano de existência.

 

O trabalho hoje faz parte da incubadora técnica da UFMS e busca fortalecer a cadeia produtiva da região. Participam pequenos produtores do Taquaral e do Assentamento 72, de Ladário. Todos foram capacitados pelo Senar, Embrapa e por especialistas da própria Universidade Federal.

 

Frequentadora assídua da Feira Agroecológica, Denise Bonine conta que vai até a UFMS em busca de produtos de qualidade. “Principalmente porque são produtos orgânicos, que não se encontram em outros lugares aqui em Corumbá. É difícil ter esse acesso e porque são produtores da região, que precisamos incentivar a produção e a comercialização aqui na região”.

 

Ela conheceu a saudável opção graças a filha, Larissa Duarte, acadêmica do curso de Direito. “Eu conheço porque faço parte da faculdade, quem me contou foram os colegas. Com certeza quero que esse projeto cresça, inclusive torço muito pra isso”, comentou. A Feira Agroecológica acontece sempre às terças-feiras, das 8h às 11 horas.

 

 Produtores

 

Vanderli Apolinário da Silva reside no Assentamento 72 e faz parte da Feira Agroecológica desde o começo. “Venho aqui e também na feira de Ladário. Pra gente é uma boa oportunidade de vendermos mais nossos produtos”, disse a pequena produtora, que entre vários produtos também venda a flor de Ibisco.

 

“Na farmácia as pessoas encontram ele desidratado. Aqui em vendo do jeito natural, sem química”, completou Vanderli. Também morador do 72, Luiz do Espirito Santo levou quiabo, mamão, requeijão, requeijão cremoso e pães de abóbora, cenoura e batata para a UFMS. “Tudo aqui tem boa saída sim, graças a Deus”.

 

Do Taquaral, Armin Bih apresentou o mel produzido da Associação dos Moradores do assentamento e outros doces feitos no sitio dele. “Vale a pena sim participar desse projeto. É uma forma de divulgarmos nossos produtos e conquistarmos novos clientes”, avaliou. A Unidade I da UFMS fica na avenida Rio Branco, 1.270, bairro Universitário.