Prefeitura trabalha para não faltar dinheiro nos caixas automáticos

A ausência de dinheiro nos caixas automáticos do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal durante os feriados prolongados tornou-se nos últimos anos rotina em Corumbá. Para evitar que esse problema se repita no Carnaval 2017, a Prefeitura, por meio da Agência Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), convocou nessa quarta-feira , 22 de fevereiro, os responsáveis pelas agências bancárias para discutir soluções para a situação.

 

A superintendente do Procon de Mato Grosso do Sul, Rosimeire Cecília da Costa, também participou da reunião. “Estamos aqui para deixar bem organizada a questão do atendimento e acesso dos corumbaenses e dos turistas que virão para participar do carnaval em relação a utilização do cartão e saques nas agências. Temos o final de semana e o feriado bancário na segunda-feira e viemos para pactuar a atuação de vários organismos para que não falte dinheiro”, afirmou Rosimeire.

 

“Na sexta-feira todas as agências vão ficar abastecidas. Todos os correntistas também podem procurar o atendimento nos caixas 24 horas. Temos quatro pontos aqui na cidade de Corumbá, lembrando ao consumidor que ele não paga por transação. Antigamente era cobrado por R$ 3 reais por operação, mas isso não existe mais”, continuou a superintendente do Procon no Estado. 

 

Além disso, a maioria das lotéricas abrirá na segunda-feira, dia 27. O limite diário de saque nas lotéricas é maior para correntistas da Caixa Econômica. Esses clientes poderão fazer retiradas de até R$1.500. Para os correntistas do Banco do Brasil o limite é de R$500 por dia. “Ou seja, aquela pessoa que precisar de recurso que eventualmente no banco não tenha, pode recorrer à Rede de Atendimento 24 horas, os vermelhinhos, ou às lotéricas”, completou Rosimeire Costa.

 

A diretora-executiva da Agência Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor de Corumbá (Procon), Lucianne Andréa Jesus dos Santos Sampaio, lembrou que esse é um problema recorrente na região. Para solucionar definitivamente essa questão, a formalização da reclamação é essencial.

 

“Periodicamente acontecem problemas de abastecimento e a gente acaba tendo conhecimento disso pelas reclamações nas redes sociais. A rede social é uma ferramenta muito importante, válida e nos serve de alerta, mas ela não é o suficiente para que a gente consiga formalizar, quantificar e identificar exatamente a demanda”, explicou.

 

“Precisamos de dados efetivos para fortalecer a nossa atuação, não só administrativamente como judicialmente. O Procon é uma esfera administrativa que busca fortalecer o consumidor. E ela não vai ter força se não tiver a presença desse consumidor”, complementou Andréa. Em Corumbá, o Procon está localizado na rua Sete de Setembro, nº 222, e funciona das 7h30 às 13h30.

 

Caixas 24 horas

 

Os quatro caixas 24 horas de Corumbá estão localizados no seguinte endereço:

Posto São Cristóvão – Rua Colombo, 1019, Centro.

Quadri – Rua Dom Aquino Correa, 1793, Centro.

Posto Janjão – Rua Ricardo Franco, 43, Maria Leite.

Posto Janjão – Rua Piaui esquina com Ciriaco de Toledo, 49, Guarani.