Prefeitura retoma restauração da Catedral de Nossa Senhora da Candelária

O prefeito Ruiter Cunha de Oliveira confirmou a retomada da restauração da Catedral de Nossa Senhora da Candelária. A recuperação do telhado e do forro da igreja, construída em 1855 pelo Frei Mariano de Bagnaia, estava paralisada desde o ano passado e será executada com recursos próprios do Município.

 

As obras recomeçaram nesta terça-feira, 7 de fevereiro. “Vamos executar os serviços que competem à Prefeitura. Paralelamente, a Diocese de Corumbá, com apoio do prefeito Ruiter, está buscando a participação do Governo do Estado dentro desse amplo projeto”, afirmou o secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Ricardo Ametlla.

 

A Catedral está interditada pela Defesa Civil desde junho de 2016, quando pedaços do forro se soltaram. No último dia 2 de fevereiro, Dia da Padroeira de Corumbá, o prefeito Ruiter Cunha decretou a igreja de Nossa Senhora da Candelária como Patrimônio Histórico e Cultural da cidade. A medida deve facilitar a busca de recursos para reforma completa do local.

 

“Com esse decreto é possível buscar outras canalizações de recursos para a obra, com apoio da bancada Estadual e Federal”, afirmou Ametlla. A requalificação da Catedral está incluída no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) das Cidades Históricas. A Nossa Senhora da Candelária é o templo católico mais antigo do Mato Grosso do Sul.

 

Plano de Ação

 

Única cidade sul-mato-grossense selecionada pelo Governo Federal em 2013 para receber verbas do Plano de Ação para as Cidades Históricas, o município tem direito a R$ 19,6 milhões para aplicação em obras de restauração e requalificação do patrimônio público. A Matriz é um dos 10 projetos contemplados na cidade. O trabalho realizado busca valorizar os locais desgastados pelo uso e pelo tempo conservando suas características originais.

 

“O Município valoriza e reconhece a importância deste ato e, acima de tudo, está agregando valor ainda maior a um conjunto arquitetônico de muita relevância. Esse espaço está inserido no PAC Cidades Históricas para preservação. Assim, estaremos protegendo e preservando a nossa história”, afirmou Ruiter durante as celebrações pelo Dia da Padroeira de Corumbá.