Alegria e irreverência marcam desfile dos blocos oficiais de Corumbá

Com muita alegria, irreverência e descontração, os blocos oficiais foram a atração principal da noite de sábado em Corumbá. A primeira agremiação a se apresentar foi a Afro Samba Reggae, que levou para a avenida toda a tradição do Banho de São João. Os Intocáveis, que desceu na sequência, homenageou os 50 anos do Campus do Pantanal, unidade da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) na cidade.

 

 O Flor de Abacate se apresentou com uma homenagem o dentista e escritor Aziss Iunes, um dos grandes apoiadores do tradicional bloco. O Nação Zumbi, por sua vez, cantou o Carnaval de norte a sul do País. Com o tema Malandragem, o Bola Preta foi o quinto bloco a desfilar pela avenida, que recebeu um grande público.

 

Com muito colorido, o Arthur Marinho contou em seu desfile os 15 anos de fundação de bloco, que no passado também foi escola de samba. Já o Praia Bola e Cerveja homenageou o médico mastologista Victor Rocha Pires, natural de Corumbá. Oitava agremiação da noite, o Vitória Régia fez uma referencia às regiões Norte e Nordeste do Brasil.

 

Penúltimo bloco, o Águia da Vila cantou enredo homenageando as baianas, parte fundamental das escolas de samba. Fechando as apresentações, o Oliveira Somos Nós retratou em seu desfile o homem pantaneiro. O bloco campeão será conhecido na quarta-feira, 1º de março, na avenida General Rondon.

 

Após o desfile dos blocos filiados a Liga Independente dos Blocos Carnavalescos de Corumbá (Liblocc), o show popular na praça Generoso Ponce manteve a animação dos foliões até às 4 horas da manhã.