Após 13 anos, Parque Municipal de Piraputangas ganha sede própria

O prefeito de Corumbá, Paulo Duarte, inaugurou nesta quinta-feira, 8 de dezembro, a sede do Parque Municipal de Piraputangas, localizado na região de Maria Coelho. O novo prédio possuiu 177,17m² e foi erguido no mesmo local onde existia uma antiga estrutura, já em ruínas, que um dia serviu ao propósito de ser um espaço de apoio à unidade de conservação, criada pelo Decreto nº 078 de 2003.

 

A obra foi executada com recursos do Fundo Municipal de Meio Ambiente, por meio de Compensação de Licenciamento Ambiental da MCR/VALE no valor de R$ 310.000,00, R$ 90.000,00 da Empresa MMX, e R$ 19.435,60 de recursos próprios, totalizando R$ 419.435,06.

 

A sede servirá como casa de apoio e de educação ambiental para a visitação da população corumbaense e os turistas que visitam nossa cidade, permitindo o lazer em contato direto com a natureza através de trilhas e práticas esportivas, e ainda, apoio a pesquisadores, já que contará com um laboratório para armazenamento e manipulação de amostras científicas coletadas em campo, bem como casa para pernoite.

 

“Estamos aqui, apesar de todo esse momento de grande dificuldade que atravessa o País, entregando mais essa obra importante para o meio ambiente não só de Corumbá, mas de todo o Pantanal”, afirmou Paulo Duarte, que complementou:

 

“Quero agradecer todas as pessoas que estiveram, desde o começo, nesse belíssimo trabalho: a vice-prefeita Marcia Rolon, ao Antônio Rondon e toda equipe da Fundação de Meio Ambiente, a equipe da Secretaria de Infraestrutura, aqui representada pelo Marcelo Antunes, a Vale, fundamental nesse processo, a UFMS, pois aqui é um território acadêmico, e as ONGs que estão aqui. Esperamos que esse seja mesmo um espaço de aprendizado, de respeito ao meio ambiente e de integração com a comunidade que aqui vive”.

 

“Essa sede será de extrema importância porque abriga um espaço preparado para receber alunos e também pesquisadores. Para que as crianças possam ir in loco ver o que está acontecendo ali”, complementou Márcia Rolon, destacando que estudos apontam que o parque abriga 94 espécies entre flora e fauna, com destaque para 39 plantas, 25 mamíferos e 13 répteis, numa área de aproximadamente cerca de 1.300 hectares.

 

Também presente na solenidade, o gerente de Operações da Vale em Mato Grosso do Sul, Olemar Tibães, ressaltou a importância da unidade e colocou a empresa à disposição do novo espaço. “Prefiro que sejamos vistos aqui como bons vizinhos. Já passou da hora de acharmos que meio ambiente e mineração são coisas distintas, pois não são”, pontuou.

 

Hoje comandando a Fundação de Mio Ambiente do Pantanal, Rondon lembrou-se do tempo que atuava na região como policial ambiental. “Desde 1987, quando estava na Polícia Militar Ambiental, vínhamos muito a essa região para combater a caça e a extração ilegal de madeira. Houve uma evolução muito grande de lá pra cá e vamos, com certeza, avançar ainda mais na preservação com essa sede aqui”.

 

Além do laboratório, a sede do Parque Municipal de Piraputangas possuiu um receptivo, uma sala multiuso, 02 sanitários sendo 01 feminino e 01 masculino, 01 suíte para o guarda-parque, 01 depósito, 01 copa cozinha, 01 quarto coletivo e uma área de serviço.