Voo Corumbá-Campinas completa um ano com 74,7% de taxa de ocupação

A rota aérea Corumbá-Campinas (SP), operado pela companhia Azul Linhas Aéreas Brasileiras, completou um ano de operação na última quarta-feira, 03, registrando 32.731 mil passageiros transportados e uma ocupação média anual de 74,7% dos voos. O balanço foi feito pelo Observatório de Turismo do Pantanal, núcleo de estudos e pesquisas da Fundação de Turismo do Pantanal em parceria com a Infraero.

 

Desde 2013, pautado em pesquisas e dados para a segmentação do público-alvo priorizado, o de lazer, a Prefeitura de Corumbá apostou na divulgação, promoção e marketing do turismo de pesca esportiva, ecoturismo, turismo de aventura e eventos culturais, tendo o Pantanal como “carro chefe”, e como vantagem competitiva, a cultura local.

 

A mudança na rota aérea inicialmente gerou preocupação no setor turístico, tendo em vista o período de paralisação da pesca esportiva (novembro a janeiro). “Realizamos junto aos empresários e as organizações de apoio o trabalho de segmentação dos nossos produtos turísticos de lazer no mercado nacional e internacional nos últimos 42 meses, reposicionando inclusive o perfil do turista que visita a cidade, que até 2012 era de 46% voltado para o turismo de negócios, e que hoje representa 8%. Com o ciclo de baixa dos preços do minério de ferro, baixa nos negócios de mineração e terceirizadas, pensamos e agimos rápida e estrategicamente, e esta nova rota aérea foi fundamental para atrair e consolidar o turista de lazer na cidade, que hoje representa 75% do fluxo geral que vem a Corumbá”, conta Hélènemarie Dias Fernandes, diretora-presidente da FUNDTUR/Pantanal.

 

Segundo a pesquisa, a principal motivação dos passageiros que usam o voo para vir a Corumbá é o lazer que registrou 54,1% do total do aéreo, os negócios, enquanto motivação, somaram 27,4% e a visita a amigos e parentes, 13,8%.

 

O estudo aponta que a origem dos passageiros dos estados brasileiros são de São Paulo (32,3%), Rio de Janeiro (20,9%), Minas Gerais (13,4%), Paraná (9,2%) e Mato Grosso do Sul (5,6%). Ainda sobre a origem dos passageiros, o boletim indica a crescente utilização da rota pelos passageiros internacionais liderados pela Bolívia (88,7%), França (4,4%) e Holanda (1,5%).

 

Operada por jatos Embraer, com capacidade para até 106 passageiros e quatro voos semanais, a rota aérea liga Corumbá a outros 99 destinos operados pela Azul no Brasil, além dos destinos internacionais como Estados Unidos, Guiana Francesa e, na alta temporada, Punta del Este, no Uruguai, contribuindo significativamente para o aumento do fluxo de turistas na região, assim como o acesso dos corumbaenses aos grandes centros econômicos e turísticos do Brasil e do exterior.

 

O documento sobre o monitoramento do voo, intitulado “Fluxo e Perfil Turístico Aeroporto Internacional de Corumbá”, que traz mais informações sobre o perfil e motivação do turista encontra-se disponível no site www.corumbá.travel no link Observatório.