Prefeitura firma termo de cooperação com GAPA para a castração de animais

O prefeito Paulo Duarte assinou na tarde desta sexta-feira, 1º de julho, um termo de cooperação com o GAPA (Grupo de Apoio de Proteção aos Animais de Corumbá e Ladário), para castração de cães e gatos na região. As cirurgias estarão a cargo da Secretaria de Saúde, por meio do Centro de Controle de Zoonoses.

 

De acordo a secretária Desiane Silva, o objetivo do convênio é controlar a população canina e felina na região, além de garantir melhor saúde dos animais. O trabalho será desenvolvido em parceria com o GAPA, que já possuiu um cadastro desses animais.

 

“Queremos deixar bem claro que o programa vai atender animais que possuem dono, que tem cadastro e são acompanhados pela ONG. Aquelas pessoas que desejarem castrar seu animal, mas não fazem parte desse cadastro, devem procurar o GAPA para que seja feito esse procedimento legal”, explicou Desiane.

 

Pelo convênio, o Centro de Controle de Zoonose (CCZ) disponibilizará una equipe técnica e espaço físico, atendendo assim as normas e exigências do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV/MS). Como contra partida, o GAPA fornecerá os equipamentos permanentes, material de consumo e medicamentos necessários para a realização da esterilização em cães e gatos encaminhados pela própria ONG.

 

O prefeito Paulo Duarte reconheceu o trabalho que é desenvolvido pela organização e disse que merece todo o respeito da população. “Hoje as coisas estão andando da maneira correta, com o aval do Conselho. Por isso estamos firmando esse convênio com o GAPA por ser a única instituição regular e por já ter um trabalho sério de acolhimento e cuidado com os animais”, explicou.

 

“Agora, o que falta, é a conscientização das pessoas que tem animais. É preciso conscientizar que eles são seres vivos e não podem ser abandonados como objetos em qualquer lugar, e muito menos no CCZ”, colocou Duarte.

 

A presidente do GAPA, Elizangela de Oliveira Campos Cifuentes, agradeceu o apoio e lembrou que essa é uma luta de muitos anos, que hoje está sendo alcançada. “Agora esperamos a visita do Conselho Regional de Medicina Veterinária para aprovar o projeto, para iniciarmos nosso trabalho”.

 

A ONG existe há nove anos e atende, por dia, 15 animais. Todos são resgatados e recebem acompanhamento. As pessoas que quiserem fazer o seu cadastro no GAPA, ou que precisem de ajuda, podem ligar para o número 98466-0336, falar com Zenilda, ou com Leia pelo número 99964-5936.