Prefeito busca entendimentos para manter a 18ª Brigada em Corumbá

O prefeito Paulo Duarte iniciou entendimentos visando evitar a desativação da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira “Ricardo Franco”, algo considerado por ele como uma decisão de forma unilateral, “uma atitude desrespeitosa com Corumbá, com seu povo e com sua história”.

 

“Vamos acionar todas as autoridades possíveis para que isto não ocorra. Vamos entrar em e entendimentos com a nossa Câmara de Vereadores, com a Assembleia Legislativa, com o Governo do Estado, com a nossa bancada federal em Brasília, enfim, tudo que for necessário para evitar a desativação, inclusive com órgãos do Governo Federal e com o próprio Comando do Exército Brasileiro”, disse Paulo.

 

Paulo disse que recebeu a notícia com indignação. “Saímos de uma ampliação, da construção de uma nova sede, para desativação, na contramão de todas as tratativas anteriores que tivemos com o Exército, quando viabilizamos a doação de uma área para a construção da nova sede da Brigada em Corumbá”

 

O prefeito disse que vai buscar todas as alternativas possíveis para evitar que isto aconteça. “A desativação será um desastre para Corumbá e o Brasil, em termos de segurança de fronteira”, concluiu.

 

A portaria sobre a desativação da 18ª Brigada, conforme apurou o jornal Diário Corumbaense, foi publicada no dia 23 de maio pelo Comado do Exército que decidiu também pela redução do efetivo da 3ª Companhia de Fronteira de Forte Coimbra que será transformado em pelotão. A 18ª Companhia de Comunicações de Fronteira, sediada em Corumbá e subordinada à 18ª Brigada, também será desativada.