Em Porto Esperança, prefeito entrega escola e realiza sonho antigo da comunidade

O prefeito Paulo Duarte entregou nesta sexta-feira, 13 de maio, a reforma e readequação da Escola Municipal Rural Polo Porto Esperança. A obra foi executada com recursos próprios do Município, na ordem de R$ 127.899,37, e vai beneficiar diretamente os estudantes e toda a comunidade daquela localidade, uma das mais antigas e famosas de todo o Pantanal brasileiro.

 

“Queria dizer a vocês, e me dirigindo especialmente aos pais, alunos e toda comunidade aqui de Porto Esperança, que Corumbá, vocês sabem muito bem disso, tem um tamanho, uma dimensão, maior que muitos países da Europa. O nosso município é maior que a Holanda, por exemplo. São 65 mil km² quadrados de área. E hoje, em cada lugar desse município, a Prefeitura está presente”, afirmou o prefeito.

 

“Muitas vezes, quem mora nas comunidades mais distantes, tem a ideia de que não são lembrados. Nesses três anos e quatro meses em que sou prefeito, tenho a honra de dizer que essa é a quarta vez que estou aqui em Porto Esperança. E venho aqui com o compromisso de olhar e fortalecer o trabalho que é feito pelo Povo das Águas e colocando na área rural atendimento médico como fizemos, depois de muitos e muitos anos, aqui próximo, em Albuquerque”, continuou.

 

Durante a solenidade de entrega da unidade escolar, Paulo Duarte lembrou ainda das dificuldades provocadas pela crise política e econômica em todo o País.  “Talvez vocês não tenham a dimensão, nesses três anos e quatro meses, da quantidade de desafios que temos superado, as dificuldades que estamos precisando vencer. Vocês acompanham a confusão que está o Brasil, e isso afeta diretamente os municípios. Então ao longo de todo esse tempo, estamos fazendo uma série de coisas praticamente sozinhos”, explicou.

 

“Por conta dessa crise toda, temos que nos virar. E como fazemos isso? Dando prioridade àquilo que é importante. E nada é mais importante do que atender as pessoas, independente de onde elas estejam. Temos escolas em Corumbá com mais de mil alunos, mas o nosso olhar está em todos os lugares. Pra gente, uma escola mais 1,3 mil alunos é tão importante quanto essa de Porto Esperança, onde temos 25 estudantes. Esses 25 jovens merecem sim todo nosso respeito e nossa consideração”, prosseguiu.

 

O prédio, que pertencia a 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira e foi definitivamente cedido ao Município pela Superintendência do Patrimônio da União em Mato Grosso do Sul (SPU/MS) no ano passado, foi totalmente recuperado com recursos próprios da Prefeitura. A estrutura possuiu duas salas de aula, sala de tecnologia educacional, sala de professores, biblioteca, parquinho, banheiros masculino e feminino, cozinha e despensa.

 

“Vocês sabem muito bem a história dessa escola. Da falta de estrutura, da falta de condição digna para as pessoas que estão aqui. Queremos que vocês aqui de Porto Esperança se sintam realmente acolhidos, cuidados. Às vezes é difícil morar longe da cidade. Eu conheço todas as regiões de Corumbá e sei bem das dificuldades. Por isso mesmo temos buscado fortalecer o atendimento disponibilizado pela Prefeitura”, afirmou o prefeito de Corumbá.

 

“Precisamos fortalecer, cada vez mais, as comunidades de toda nossa região. E aqui em Porto Esperança, onde temos uma história belíssima, temos que preservar a valorizar tudo isso. E isso não é feito com conversa, com discurso, mas com a presença do Poder Público”, reforçou.

 

“Sabemos que tem muita coisa para ser feita, mas temos a consciência que em três anos não poderíamos resolver todos os problemas que se arrastam há décadas e que eram simplesmente ignorados. Mas avançamos em várias áreas, e volto a dizer, em um momento de crise econômica e política. Trabalhamos com prioridades, investimos naquilo que é realmente importante. E em primeiro lugar, colocamos a Saúde e a Educação”.

 

“Não tem sido fácil superar esses desafios. Tem município hoje que não consegue nem pagar o salário de seus servidores. E nós, além de pagar em dia e sem escalonamentos, estamos conseguindo entregar obras importantes em todas as regiões da cidade, inclusive aqui na região ribeirinha. Isso para nós é uma grande honra e uma grande satisfação”, finalizou Paulo Duarte.

 

A primeira-dama e diretora-presidente da Fundação de Desenvolvimento Urbano e Patrimônio Histórico, Maria Clara Scardini, a vice-prefeita Marcia Rolon, a secretária municipal de Educação, Roseane Limoeiro, e o secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Gerson da Costa Melo, também participaram da entrega da reforma, executada com recursos do Fundo Municipal de Investimento Social (FMIS).