Corumbá concorre ao Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor em Brasília

O prefeito Paulo Duarte concorre n esta terça-feira, 10, em Brasília, ao Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Nacional, na categoria “Desburocratização e Formalização”, após conquistar a etapa estadual que aconteceu no final de março, com o projeto “Corumbá em Desenvolvimento”, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Industria e Comércio, que permitiu por meio de políticas públicas e ações estratégicas planejadas, a criação de pequenas empresas, regularização da informalidade, fomento ao comércio e incentivo fiscal a novos empreendedores.

 

No total, serão premiados 12 prefeitos que executaram em seus municípios os melhores projetos de incentivo aos pequenos negócios nos anos de 2015 e 2016. A cerimônia de premiação acontecerá na sede do Sebrae Nacional, em Brasília, às 18h.

 

O objetivo da premiação é incluir o empreendedorismo definitivamente na agenda da gestão municipal, a exemplo da saúde, educação, segurança e infraestrutura. “A parceria com as prefeituras é fundamental para que o Sebrae tenha sucesso nessa missão. É um estímulo para as prefeituras usarem o empreendedorismo como ferramenta de desenvolvimento local e do país”, afirma o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos.

 

Para essa edição foram criadas duas novas categorias: Municípios Integrantes do G100 e Inclusão Produtiva com Segurança Sanitária. Os participantes ainda podem concorrer nas categorias Melhor Projeto, Implementação e Institucionalização da Lei Geral, Compras Governamentais de Pequenos Negócios, Inovação e Sustentabilidade, Desburocratização e Formalização e Pequenos Negócios no Campo.

 

Esta nona edição superou as expectativas e a meta de inscrições, que era de 1,5 mil projetos – as unidades do Sebrae nos estados receberam mais de 1,8 mil inscrições. Desse total, saíram 148 vencedores estaduais que concorrem à premiação nacional.

 

Desde que o Sebrae criou o Prêmio Prefeito Empreendedor, em 2001, a instituição recebeu aproximadamente sete mil inscrições e reconheceu nacionalmente o trabalho de 67 gestores municipais que identificaram nas micro e pequenas empresas uma importante ferramenta de desenvolvimento econômico.