Plano de Mobilidade Urbana e Rural foi apresentado na Conferência da Cidade

A audiência pública do Plano Municipal de Mobilidade Urbana e Rural de Corumbá (PMOB) foi realizada na noite dessa terça-feira, 12 de abril, após a abertura da 6ª Conferência da Cidade, realizada no Anfiteatro Salomão Baruki. O trabalho, que começou em junho do ano passado, fez um diagnóstico amplo e preciso de realidade urbana de Corumbá.

 

O levantamento, que fez uma análise dos aspectos econômicos, sociais e educacionais de todos os bairros e da zona rural, foi executado pela empresa Risco Arquitetura com apoio dos técnicos da Fundação de Desenvolvimento Urbano e Patrimônio Histórico (FUPHAN). A consultoria foi providenciada pela Votorantim Cimentos, que arcou com os custos.

 

O 6º Distrito Naval e o Campus do Pantanal da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) também colaboraram com as ações. Os aspectos gerais da cidade (extensão territorial, ruas, quantidade de escolas, unidades de saúde, bairros mais populosos, frota de veículos, poder aquisitivo da população, grau de estudo e etc) foram apresentados pelo arquiteto e urbanista André Costa.

 

Já a apresentação do PMOB foi feita pelo consultor Ramiro Levy. O principal objetivo do PMOB, que está totalmente disponível na internet no endereço www. pmobcorumba.wordpress.com, é proporcionar acesso amplo e democrático ao espaço urbano, priorizando os pedestres, os meios de transporte não motorizados e o transporte coletivo de forma inclusiva e sustentável.

 

Contribuir para a redução das desigualdades socioeconômicas e espaciais e promover a inclusão social; promover amplo acesso da população aos serviços básicos e equipamentos sociais; proporcionar melhorias nas condições urbanas da população no que se refere à acessibilidade e à mobilidade; e consolidar a gestão democrática como instrumento e garantia da construção contínua do aprimoramento da mobilidade urbana são outras metas desse trabalho.

 

O prognóstico é dividido em objetivos estratégicos, programas, metas e ações, tudo com objetivos para serem cumpridos a curto, médio e longo prazo. O prefeito Paulo Duarte, a primeira-dama e diretora-presidente da Fundação de Desenvolvimento Urbano e Patrimônio Histórico, Maria Clara Scardini, a vice-prefeita Marcia Rolon, e a vereadora Cristina Lanza, que representou o Legislativo, participaram da audiência pública.