Lideranças discentes se organizam para gestão democrática da Educação

Com o propósito de reforçar junto aos jovens a importância de sua atuação dentro da escola no processo de gestão democrática e participativa, a Prefeitura Municipal de Corumbá, por meio da Secretaria de Educação, reuniu-se na tarde desta quarta-feira, 13 de abril, com os grêmios estudantis e direção da UCE (União Corumbaense de Estudantes) no auditório do Paço Municipal.

 

Na oportunidade, alunos que integram os grêmios estudantis de unidades escolares do município participaram de uma formação que permitirá a eles compreender de forma plena a função e a expressão dessas organizações discentes.

 

Ainda mais porque este ano as escolas da Reme realizarão o Conselho de Classe Participativo, ou seja, além dos professores e equipe pedagógica da escola, os alunos também terão direito a voz no Conselho de Classe ao longo do ano letivo.

 

Esse processo, previsto pela LDB 9394/96, em seu artigo 14, reforça a participação de todos na construção de uma educação de qualidade, além do protagonismo juvenil dos alunos.

 

A reunião também serviu para a aprovação do Estatuto da União Corumbaense dos Estudantes que foi reativada este ano, e que contou com apoio da Prefeitura, por meio das secretarias de Educação e de Assistência Social e Cidadania/Gerência de Ações para a Juventude.

 

Os grêmios


O Grêmio é a organização que representa os interesses dos estudantes na escola. Ele permite que os alunos discutam, criem e fortaleçam inúmeras possibilidades de ação, tanto no próprio ambiente escolar como na comunidade.

 

O Grêmio é também um importante espaço de aprendizagem, cidadania, convivência, responsabilidade e de luta por direitos, tendo entre suas atribuições:

 

Integrar os alunos e a comunidade, promovendo eventos culturais como projeção de filmes, peças teatrais, gincanas, concursos de poesia, coral, festival de dança, de música, etc.;

 

Organização de campeonatos esportivos nas diversas modalidades;

 

Organizar palestras sobre violência, drogas, sexualidade, meio ambiente, entre outras;

 

Organizar e divulgar campanhas de agasalho, de alimentos e de outros recursos para as populações carentes;

 

Organizar o jornal e a rádio da escola;

 

Organizar movimentos para discussão de assuntos de interesse da escola e da comunidade escolar.