Dia Mundial das Vítimas de Acidentes de Trabalho é lembrado em Corumbá

O Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes de Trabalho surgiu no Canadá, por iniciativa dos movimentos sindicais, e logo espalhou-se por diversos países, organizado por sindicatos, federações, confederações locais e internacionais.

 

A data foi escolhida em razão de um acidente que matou 78 trabalhadores em uma mina no estado da Virgínia, nos Estados Unidos no ano de 1969. A OIT, desde 2003, consagra a data à reflexão sobre a segurança e saúde do trabalhador. Desde maio de 2005, o dia 28 foi instituído no Brasil por meio da Lei nº 11.121.

 

A cada ano, milhões de trabalhadores se acidentam em todo o mundo e outras centenas de milhares morrem no exercício do trabalho. No Brasil, as estatísticas oficiais do Ministério da Previdência mostram que em 2008 foram registrados 747 mil casos de acidentes de trabalho, com 2.757 mortes e 12.071 casos de trabalhadores que sofreram incapacidade permanente.

 

Em Corumbá, no ano de 2015 foram registrados 89 acidentes de trabalho com sete óbitos. Em 2016, até o mês de março, foram registrados 16 acidentes de trabalho com um óbito, conforme levantamento feito pelo Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Corumbá (CEREST), órgão ligado a Secretaria Municipal de Saúde.

 

Segundo estimativas da OIT, ocorrem anualmente no mundo, cerca de 270 milhões de acidentes de trabalho, além de aproximadamente 160 milhões de casos de doenças ocupacionais. Essas ocorrências chegam a comprometer 4% do PIB mundial.

 

Cada acidente ou doença representa, em média, a perda de quatro dias de trabalho. Dos trabalhadores mortos, 22 mil são crianças, vítimas do trabalho infantil. Ainda segundo a OIT, todos os dias morrem, em média, cinco mil trabalhadores devido a acidentes ou doenças relacionadas ao trabalho.

 

Em Corumbá, no ano de 2004, foi implantado o Núcleo Regional de Saúde do Trabalhador (NUREST). Devido à crescente demanda da população atendida (Corumbá e Ladário) o Ministério da Saúde aprovou o projeto de implantação de um centro de referência na cidade. Em 2007 foi Inaugurado o Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador – CEREST/Corumbá-MS, criado a partir da Portaria Ministerial 1.679/2002, têm o papel de prover retaguarda técnica especializada para o conjunto de ações e serviços da rede SUS.

 

O Centro de Referência desempenha, enquanto instância da RENAST (Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador), função de suporte técnico, de educação continuada, de Promoção e Vigilância à saúde dos trabalhadores no âmbito de sua abrangência, aqui Corumbá e Ladário.

 

A vigilância em saúde do trabalhador atua no sentido de detectar, conhecer, pesquisar e analisar os fatores determinantes e condicionantes dos agravos à saúde relacionados aos processos e ambientes de trabalho, em seus aspectos tecnológico, social, organizacional e epidemiológico, com a finalidade de planejar, executar e avaliar intervenções sobre esses aspectos de forma a eliminá-los e controlá-los.

 

O Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador (CEREST/Corumbá) se localiza na Rua Ladário s/ nº, anexo ao Transbordo. O telefone de contato é o 3907-5444 e o horário de atendimento vai das 7h30 as 13h30. Para lembrar o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes de Trabalho, o CEREST promove no próximo dia 14 um passeio ciclístico alusivo a esta data.

 

Atualmente a equipe é formada por: Beatriz Silva Assad- Coordenadora/Assistente Social, Flávia Addor Barros Marinho-Médica, Mirian Feitosa Camacho Leiguez-Psicóloga, Maximiliano Eduardo Ferreira Santana-Fisioterapeuta, Danielle Vooght-Enfermeira, Helvio de Barros Junqueira- Fiscal de Vigilância Sanitária, Roberta Sguário Valle Bastos Uemura- Agente de Vigilância em Saúde, Elias Mário Soares Castello- Agente de Vigilância em Saúde, Maria Fernanda da Silva- Agente de Vigilância em Saúde, Rosilei Silva dos Santos Carvalho-Acolhedora.