Cultura no Porto estreou domingo com o bom e velho rock’n’roll

Ritmo que faz a cabeça de gerações: o bom e velho rock’n’roll faz em grande estilo a estréia do projeto “Cultura no Porto” neste domingo, 03 de abril. Realizado pela Prefeitura Municipal de Corumbá, por meio da Fundação de Cultura, o projeto soma-se às ações culturais já desenvolvidas que visam valorizar os artistas locais.

 

O palco do Teatro de Arena do Porto Geral passou a ser o ponto de encontro para músicos e intérpretes que, a cada edição, colocarão em evidência um estilo musical. Mas a música não será a única vertente cultural que será contemplada pelo projeto. Dança, teatro, artes plásticas ganham também espaço para atingir o público em área pública.

 

Com previsão de ser realizado uma vez por mês, o Cultura no Porto vem potencializar aquilo que a Administração do prefeito Paulo Duarte traz como pilar: valorizar o que o que o município tem de singular através de sua gente, através das pessoas.

 

Além disso, o projeto garante a geração de rendas para famílias que comercializam comidas, bebidas e doces na praça de alimentação.

 

Já na estréia do Cultura no Porto, o público esteve presente e prestigiou o rock pop da Banda Five, formado por cinco integrantes que já fizeram o nome deles na noite de Corumbá onde se tornaram referência do estilo.

 

Claudionor Oliveira (bateria); Rodrigo Mendes (baixo); Cacio Samaniego (guitarra base); Silvio Alves (guitarra solo); e Diego Matos (vocal) apresentaram um repertório que agradou quem curte os clássicos como Pink Floyd, Queen, AC/DC, Guns’n’Roses, passando por Red Hot Chili Peppers, sem esquecer os nacionais Legião Urbana até chegar ao Maná com seu som de guitarras e pegada latina. O rock regional também foi representado com o Bando do Velho Jack e, no pop, Calvin Harris, Maroon 5, Bruno Mars e demais nomes do cenário internacional.

 

Em duas horas de show, a banda Five mostrou que, apesar de jovem, pois sua gênese está fixada no ano de 2014 durante Festival Estudantil da Canção, já conquistou o público que só deixou o Porto ao final da apresentação.