Circulando Arte e Cultura no Bairro integra moradores do Centro América

O projeto “Circulando Arte e Cultura nos Bairros”, realizado na noite de sexta-feira, 08 de abril, no bairro Centro América, promoveu a integração da população local com a arte do artista plástico GM Nazário e à cultura com as apresentações da Oficina de Dança e do grupo teatral evangélico Pantalentos.

 

Esta foi a primeira edição do evento que vai atender outras regiões da cidade, conforme informou o próprio prefeito Paulo Duarte que participou das atividades no Centro América. Ele citou que ações como esta têm sido um diferencial para que toda a população possa ter acesso à arte, cultura e lazer no seu bairro.

 

“A gente já tem feito isso desde o começo da nossa administração que é levar a cultura, a arte e a diversão para várias regiões da cidade. Nesse ano continuamos com um novo formato e começamos aqui pelo Centro América. No próximo mês vamos para outro bairro isso sem deixar de fazer outras atividades no Porto Geral, como também a nossa tradicional seresta. Esta é uma forma de popularizar cada vez mais a cultura e o que é importante, aproveitando talentos da terra”, disse o prefeito.

 

E trabalhando na valorização dos artistas da terra, o artista plástico Nazário expôs a sua arte e acabou vendendo um dos seus quadros que retrata muito o Pantanal. “Quando eu vi esse quadro passando aqui na frente da minha casa, eu já gostei dele. Aí, mais tarde, fui visitar o evento e acabei gostando mais ainda. Falei é meu, é meu. O quadro representa muito o Pantanal, a nossa pecuária, e isso é bem característico nosso”, contou Douglas Soares, morador do bairro que possui uma serralheria na região.

 

O artista plástico GM Nazário, que está ‘estrada’ há três anos, disse ter ficando “muito feliz em ser convidado para expor meu trabalho aqui. Acho ótimo esses eventos itinerantes, pois assim vários artistas como eu, poderão expor a sua arte”, colocou Nazário que lembrou que “a minha obra de arte deve falar por mim”.

 

A presidente do Centro América, Tatiane Amorim, citou que o entra para a história do bairro. “Hoje é um dia muito especial. O nosso bairro nunca teve um evento como esse, com essa estrutura que foi montada aqui, e principalmente pela diversidade de coisas que aconteceram aqui. Até brinquedos para as crianças se divertirem foi montado. Realmente a administração do Paulo Duarte está de parabéns”.

 

Joílson Cruz, diretor-presidente da Fundação de Cultura, agradeceu aos moradores pela presença e colocou que o objetivo foi atingindo. “A Fundação está feliz porque tudo saiu como planejado. Aliás, melhor, porque foi realizada a venda de um quadro do artista plástico e isso, para nós, é muito importante, mostra que estamos no caminho certo e que eventos como esse devem continuar, dando oportunidades aos artistas locais e à população, para que possa conhecer e apreciar tudo isso”.