Cai índice de infestação do Aedes na cidade, mas ações continuam intensas

O índice de infestação do Aedes aegypti, mosquito que transmite a dengue, chikungunya e zika vírus, é de 3,30% na cidade. É o que registrou o último levantamento realizado pelas equipes do Centro de Controle de Vetores (CCV) da Secretaria de Saúde da Prefeitura de Corumbá, realizado no período de 11 a 15 de abril.

 

A incidência está abaixo do registrado em janeiro, quando a infestação na cidade estava com 4,99%, mas ainda bem acima do aceitável pela Ministério da Saúde que é de até 1,00%, o que faz com que a Secretaria de Saúde intensifique cada vez mais as ações de combate ao mosquito.

 

Pelo Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), o bairro com maior incidência é o Guató, com 10,14%, seguido da Popular Velha com 9,09%; Cristo Redentor com 8,19%; Maria Leite com 5,31%; Previsul com 4,76%; Popular Nova com 3,45%; Centro América com 2,78%, Centro II com 2,67%; Nova Corumbá com 2,48%; Aeroporto com 1,89%; Jardim dos Estados com 1,64%; Universitário com 1,49%; e Centro I com 0,53%. Os bairros Arthur Marinho, Cervejaria, Dom Bosco, Generoso, Beira Rio, Industrial, Nossa Senhora de Fátima e Guarani, ficaram com incidência zero.

 

Pelo levantamento, os destaques ficam por conta do Beira Rio que no primeiro levantamento estava com 28,57%, zerou agora; Aeroporto que caiu de 16,92% para 1,89%; Centro América que caiu de 8,33% para 2,78; Maria Leite que reduziu para 5,31%, estava com 7,38%; Nova Corumbá reduziu de 5,34% para 2,48%; Dom Bosco que estava com 5,48% e agora zerou; Jardim dos Estados que reduziu de 4,82% para 1,64%; Universitário que ficou agora com 1,49%, estaca com 3,45%; Centro II (da Antônio maria Coelho até a Albuquerque) de 3,38% reduziu para 2,67%; Centro I (da Edu Rocha até a Antônio Maria) que caiu de 1,08% para 0,53%.

 

Já o Guató subiu de 8,05% para 10,14%; Cristo Redentor subiu de 7,30% para 8,19%; Popular Velha que estava com 6,30%, foi para 9,09%; Popular Nova subiu de 1,59% para 3,45%, e Centro I (da Edu Rocha até a Antônio Maria) com 1,08%.