Prefeitura amplia serviços e atende parte alta com a coleta setorizada

A partir da próxima semana a Prefeitura de Corumbá passa atender os bairros localizados na parte alta da cidade com o programa Coleta Setorizada, um serviço que já é desenvolvido no centro e nos bairros Universitário, Maria Leite, Borrowiski, Beira Rio, Cervejaria, Arthur Marinho, Dom Bosco e Generoso.

 

A ampliação do programa foi uma determinação do prefeito Paulo Duarte e começa pela região dos bairros Guató, Nova Corumbá e Guarani, no período de 7 a 11 de abril. Os serviços serão desenvolvidos pelas equipes da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos, por meio da Superintendência de Serviços Públicos, e conta com a parceria da Fundação de Meio Ambiente do Pantanal.

 

Conforme o secretário de Infraestrutura, Gerson da Costa Melo, o cronograma será semelhante ao já desenvolvido na parte baixa. “Vamos atender quatro regiões, uma por semana”, disse, salientando que a região 1 é integrada pelo Guató, Nova Corumbá e Guarani, bairros que serão atendidos sempre na primeira semana de cada mês.

 

Na segunda semana de cada mês a Prefeitura vai atender o Jardim dos Estados, a Popular Nova e o Nossa Senhora de Fátima (neste mês de abril, os serviços serão realizados entre os dias 14 e 18). Na terceira semana (entre 21 e 25 de abril), a coleta setorizada beneficia moradores dos bairros Aeroporto e Popular Velha. Já nas quartas semana de cada mês, os serviços serão realizados nos bairros Cristo Redentor, Previsul, Industrial e Centro América, incluindo os conjuntos Camalote, Vitória Régia e Cravo Vermelho).

 

O programa é exclusivo para coleta de material de origem vegetal, como resto de poda doméstica, plantas, gramas e outros tipos, mantendo a limpeza dos passeios públicos da área urbana da cidade. Gerson lembra que o lixo doméstico já é coletado pelas equipes que fazem este serviço na cidade, e que em caso de entulho, é preciso fazer uso das conhecidas caçambas.

 

Para facilitar a realização dos serviços, quem precisar fazer poda de árvores ou mesmo limpeza em seus terrenos, jardins e outros setores, deve colocar todo o material (desde que de origem vegetal) nas calçadas, para que seja recolhido pela equipe responsável, observando o cronograma de cada região.

 

Em caso de poda doméstica, o morador deverá primeiro entrar em contato com a Fundação de Meio Ambiente do Pantanal e solicitar autorização. Qualquer intervenção deste tipo, sem anuência dos órgãos ambientais é considerado crime. A Fundação funciona na Rua 13 de Junho, 457, entre a Sete de Setembro e Major Gama. Maiores informações podem ser obtidas pelos telefones 3907 – 5342 e 3907 – 5385.

 

O programa contribui para limpeza das ruas e calçadas, evitando acúmulo de resíduos que acabam prejudicando o trânsito de veículos e pedestres, além de reduzir entupimento de galerias de águas pluviais. É também uma importante ferramenta para redução de focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus.

 

Parte baixa

 

O programa acontece também na parte baixa. Conforme cronograma estabelecido pela Prefeitura, na primeira semana de cada mês, a coleta é realizada na parte alta do centro, entre a América e a Rede Ferroviária, da Edu Rocha à Albuquerque. Na segunda semana são atendidos os bairros Maria Leite e Universitário, inclusive Vila Mamona. Na terceira são beneficiados os moradores da parte baixa do centro, da América até o Rio Paraguai, além dos bairros Borrowiski, Beira Rio e Cervejaria. Já na quarta semana de cada mês, a coleta é desenvolvida no Dom Bosco, Generoso e Arthur Marinho.