Corumbá sedia edição da Rota de Desenvolvimento para região do Pantanal

Corumbá será sede entre os dias 15 e 17 de março, da edição regional do Pantanal do programa Rota do Desenvolvimento, uma ação do Governo do Estado para fomentar o desenvolvimento e crescimento regional, por meio do estímulo à competitividade e inovação dos pequenos negócios sul-mato-grossenses. O evento tem apoio da Prefeitura corumbaense e visa fomentar o desenvolvimento e crescimento regional, por meio do estímulo à competitividade e inovação dos pequenos negócios sul-mato-grossenses.

 

O programa está a cargo da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico (Semade), em parceria com o Sebrae e outras entidades do setor produtivo de Mato Grosso do Sul. No último final de semana o secretário de Indústria e Comércio da Prefeitura de Corumbá, Pedro Paulo Marinho de Barros, teve uma reunião na Semade, para o alinhamento do evento com os anseios da realidade econômica da região.

 

A reunião contou com a presença do secretário de Meio ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck; do secretário-adjunto Ricardo Senna; Rennan Sandim, Gestor Estadual dos Arranjos Produtivos Locais de Mato Grosso do Sul; Amanda Cristina Irie, coordenadora de Apoio à Competitividade Empresarial (COACE), e Luciano Medeiros Barbosa Rodrigues, coordenador de Apoio aos Negócios Internacionais.

 

Pedro Paulo explicou que a programação do evento busca atender as necessidades de capacitação, orientação e debates que possam fomentar e dinamizar a economia da região. Ele aproveitou a apresentação feita pela Semade sobre o evento e reivindicou um espaço para que a Prefeitura, por meio da Secretaria de Indústria e Comércio, possa apresentar um retrato das oportunidades do Município bem como dos resultados alcançados nestes três anos como, por exemplo, o processo de desburocratização.

 

Além desta solicitação, o secretário pediu uma pauta na programação que leve em conta a relação econômica que o Município tem recebido recentemente dos estrangeiros, em especial bolivianos por causa da alta do dólar. “Essa atenção é crucial, pois, no momento atual, os bolivianos tem demonstrado serem consumidores ávidos pelos produtos que são vendidos em Corumbá e na região”, justificou.

 

Outro alinhamento feito pelas secretarias foi a decisão de fazerem reuniões setorizadas com empresários e suas respectivas representações institucionais para que, tanto o Município quanto o Estado, possam ouvir as principais demandas do setor de comércio, serviços e indústria e desta forma apoiar o crescimento das empresas.