Sorteio das unidades habitacionais será na próxima quarta, no Poliesportivo

Marcado para o dia 03 de fevereiro, quarta-feira da próxima semana, o sorteio das unidades habitacionais que a Prefeitura está construindo na cidade para atender famílias de baixa renda e que vivem em situação de vulnerabilidade social. A confirmação da data foi feita na manhã desta sexta-feira, 29, pelo prefeito Paulo Duarte.

 

“O sorteio está marcado para o dia 03 de fevereiro e será no ginásio Lucílio de Medeiros, no Complexo Poliesportivo de Corumbá”, anunciou o chefe do executivo municipal. A abertura dos trabalhos acontece às 08 horas e será aberto a todos os candidatos a beneficiário do Programa Minha Casa Minha Vida/Meu Doce Lar que, após triagem realizada pela Caixa Econômica Federal, foram considerados aptos a participar do sorteio das unidades habitacionais.

 

Conforme o prefeito, todos os critérios relacionados ao sorteio serão detalhados na segunda-feira, 1º de fevereiro, durante uma entrevista coletiva com a imprensa corumbaense, às 09 horas. “Será um processo totalmente transparente, com participação das pessoas inscritas no Cadastro Habitacional de Interesse Social”, explicou.

 

O cadastro foi realizado pela Fundação de Desenvolvimento Urbano e Patrimônio Histórico (Fuphan), por meio da Gerência de Habitação, e passou por uma triagem na Caixa Econômica Federal, já que as unidades habitacionais integram uma parceria com o Governo Federal, por meio do programa Minha Casa Minha Vida e do PAC 2.

 

A diretora-presidente da Fuphan, Maria Clara Scardini, lembra que vão participar do sorteio as cerca de cinco mil pessoas que fazem parte da lista divulgada esta semana, no Diário Oficial de Corumbá de número 864.

 

Na triagem, a Caixa analisou o registro no Cadastro Único do Governo Federal (Cadúnico), para verificar se o mesmo tem o NIS (Número de Inscrição Social); do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), para ver se a renda informada é compatível; Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), se informou que é autônomo ou sem renda, mas é empregado registrado; Cadastro Nacional de Mutuários (Cadmut), para saber se já não foi beneficiado por outro programa social no País; Cadastro Informativo do Banco Central (Cadin), para saber se não está devendo impostos, e Sistema de Administração da Carteira de Crédito Imobiliário (Siaci), para saber se possui financiamento imobiliário, conforme determina a Portaria 412/2015 do Ministério das Cidades.