Corumbá reforça parceria na luta contra o mosquito Aedes aegypti

A Prefeitura de Corumbá está fortalecendo cada vez mais as parcerias na luta contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus. Na manhã desta sexta-feira, 08, equipes da Secretaria de Saúde se reuniram com proprietários de estabelecimentos classificados pelo Ministério da Saúde, como pontos estratégicos pois são vulneráveis à proliferação do Aedes, principalmente.

 

O encontro aconteceu no auditório da Prefeitura e além dos proprietários e responsáveis pelos estabelecimentos, participaram também técnicos de outros setores do Poder Executivo que atuam junto no programa de prevenção e combate ao Aedes aegypti.

 

A reunião foi aberta pelo secretário de Governo, Márcio Cavasana, que lembrou a preocupação do prefeito Paulo Duarte com a situação atual provocada pelo Aedes aegypti em todo o País, e que é preciso estabelecer parcerias para vencer esta luta, evitando uma epidemia na cidade. “Estamos buscando estabelecer parcerias e a participação de todos é de extrema importância para evitarmos uma epidemia da dengue, chikungunya ou a zika vírus, doenças provocadas pelo mosquito Aedes aegypti”, destacou.

 

Os proprietários de estabelecimentos que participaram da reunião sinalizaram positivamente e são parceiros nesta luta. Wilson Pereira da Costa, que atua no ramo de recicláveis na cidade (possui dois ferros velhos), adiantou que este trabalho de prevenção e combate ao mosquito, deve ser de todos. Informou inclusive que comprou equipamentos para realizar borrifação em seu estabelecimento, no sentindo de eliminar focos do Aedes. “Vamos treinar um funcionário para fazer este trabalho”, adiantou.

 

Ele solicitou inclusive informações sobre qual órgão que será o contato direto, para estabelecer ações em parcerias. “Queremos trabalhar de acordo para não prejudicar ninguém”, observou, citando ainda o fato de que, com o trabalho que seus dois estabelecimentos desenvolve, acaba retirando materiais que poderiam causar danos maiores à saúde pública, bem como ao meio ambiente, se ficassem expostos na natureza.

 

A gerente de Vigilância em Saúde da Prefeitura, Vivian e Ametlla, comentou que a reunião de hoje foi proveitosa, principalmente pelo fato de que estiveram presentes proprietários de ferros velhos, borracharias, bicicletarias e outros estabelecimentos que trabalham com materiais vulneráveis à proliferação do mosquito.

 

Ela explicou que os agentes de endemias, em residências, fazem visitas de dois em dois meses. Já nestes locais, o trabalho acontece de 15 em 15 dias, intercalados com controle químico, borrifação. “Queremos que eles sejam nossos parceiros, apoiando estas ações, ajudando a combater estas doenças, eliminando os focos de proliferação do Aedes aegypti”, pregou.

 

Viviane comentou ainda que as ações vão acontecer em toda a cidade, não só de combate, mas também visando ampliar as parcerias, sensibilizando os mais diferentes segmentos da sociedade a fazer parte desta luta.

 

No dia 12 de janeiro, por exemplo, serão mobilizadas as lideranças evangélicas. O encontro será às 08h30, na Igreja Evangélica, localizada na Rua Cabral, 1.900. Além destes encontros, estão programadas ações de campo, como dia de faxina, mutirões, rodas de conversa, além dos trabalhos que estão sendo desenvolvidos pelas equipes que integram a força tarefa com participação não só de servidores da Prefeitura, como de militares da Marinha do Brasil, do Exército e de outros parceiros.