Turismo: Corumbá e Fortaleza ganham prêmios de maior evolução do ano

O Ministério do Turismo e o Sebrae premiaram nesta quarta-feira (9), em Brasília, as cidades que mais evoluíram em 13 aspectos que ajudam a compor a atividade turística, de acordo com o Índice de Competitividade do Turismo Nacional. Depois de uma pesquisa de campo realizada em 65 destinos turísticos, Fortaleza (CE) e Corumbá (MS) foram apontados como os municípios que mais avançaram em relação aos seus resultados do ano passado.

 

A premiação é concedida aos municípios que mais evoluíram no índice geral e em cada uma das 13 categorias, que incluem infraestrutura geral; acesso; atrativos; políticas públicas; serviços e equipamentos turístico, entre outras. Nesta 7ª edição do Índice de Competitividade, nove municípios receberão certificado, já que alguns avançaram em mais de uma dimensão.

 

Obras realizadas com apoio do Ministério do Turismo contribuíram para colocar Fortaleza como a capital com maior evolução no índice. A requalificação da orla da Praia do Futuro, que conferiu melhorias urbanísticas no principal atrativo natural da cidade e o Centro de Convenções, cuja programação influenciou na diversificação da oferta turística local. A capital cearense alcançou também a maior evolução no quesito Aspectos Sociais.

 

“O exemplo de Fortaleza reforça a importância do investimento público no desenvolvimento e na estruturação dos destinos e confirma a relevância do índice de competitividade no processo de identificação dos avanços e dos problemas a enfrentar”, destacou o ministro Henrique Eduardo Alves.

 

Corumbá foi a que mais avançou entre as não capitais. Também foi a primeira se consideradas as categorias: capacidade empresarial, acesso e marketing e promoção do destino. Como diferenciais da cidade foram apontados sua localização, porta de entrada do Pantanal, patrimônio natural pela Unesco; o desenvolvimento de ações de marketing e a promoção além da integração de esforços entre as iniciativas pública e privada para desenvolver o turismo local.

 

O Índice também destacou as cidades que de maneira criativa, desenvolveram soluções que tornaram o destino mais competitivo. As boas práticas de Corumbá, destacadas, foram a Cooperação Técnica entre a FUUNDTUR/Pantanal e a FECOMÉRCIO/MS que transformaram o centro de convenções da cidade em uma plataforma cultural multiuso, gerenciada pelo SESC, e passou a produzir dados sobre o perfil do viajante que desembarca no município, com o Observatório de Turismo da Fundação de Turismo do Pantanal.

 

“Este reconhecimento em nível federal demonstra o comprometimento da parceria entre poder público e privado em prol do turismo de Corumbá, a importância do investimento público no desenvolvimento e na estruturação do destino e confirma a relevância do setor em nossa região”, destacou a diretora-presidente da FUNDTUR/Pantanal, Hélènemarie Dias Fernandes.

 

Saiba quais foram os destinos premiados: Fortaleza (CE): índice geral e Aspectos Sociais; Corumbá (MS): Índice geral; Acesso, Marketing e Capacidade empresarial; Macapá (AP): Infraestrutura geral e Serviços e equipamentos turísticos; Porto Alegre (RS): Atrativos Turísticos; Diamantina (MG): Políticas Públicas; Mata de São João (BA): Cooperação Regional; Paraty (RJ): Monitoramento e Economia Local; Ipojuca (PE): Aspectos Ambientais, e Aracaju (SE): Aspectos Culturais. (Fonte: Ministério do Turismo)

 

Índice de Competitividade 2015

 

Boas Práticas 2015