Prefeitura trabalha para trazer residência médica às UBSFs de Corumbá

A Prefeitura de Corumbá está trabalhando para trazer à cidade o primeiro curso de residência médica na área de Saúde da Família de Mato Grosso do Sul. Na semana passada, a secretária municipal de Saúde, Dinaci Ranzi, recebeu o médico Maurício Agapito Ortiz Ocari, presidente da Associação Sulmatogrossense de Medicina de Família e Comunidade (ASMEFAC), entidade afiliada a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC).

 

Atuando como consultor do Ministério da Educação (MEC), o médico veio conhecer a estrutura e o funcionamento das Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF) da cidade. “Corumbá é a primeira nessa questão da residência médica porque os gestores municipais atuaram de forma precisa para isso acontecer. Em Três Lagoas, por exemplo, terá o curso de medicina, mas não a residência. Corumbá se adiantou e foi contemplado com essa ideia”, explicou Maurício.

 

“A residência médica traz conhecimento acadêmico para o serviço, para o trabalho do dia a dia. Junto com isso vem também a técnica, a informação e a ciência dos alunos. No final, quem ganha é a população, que terá um serviço ainda de melhor qualidade sendo oferecido em suas unidades básicas”, reforçou o médico.

 

“Nós, médicos da região, apoiamos essa iniciativa. Estamos dispostos a auxiliar no que for preciso para trazer esse benefício para Corumbá”, afirmou o médico Walter Breno Salazar, que também participou da reunião.

 

Os diversos investimentos realizados pela Prefeitura ao longo dos últimos três anos na rede básica de saúde foram determinantes para a elaboração desse projeto. “A administração do prefeito Paulo Duarte reformou várias unidades e construiu outras totalmente novas, além da UPA 24 horas em pleno funcionamento no Guató”, destacou Dinaci Ranzi. “Hoje todas as UBSF da cidade possuem médicos e equipes completas de profissionais”, reforçou.

 

“Assim como o Programa Mais Médicos, onde fomos contemplados com a maior quantidade de profissionais em todo o Estado, essa residência médica pode mudar a história da saúde pública em Corumbá”, finalizou a secretária.  A reunião e as visitas realizadas na última sexta-feira, dia 27, são os primeiros passos para a execução do projeto.