Prefeitura investe R$ 1,14 milhão no novo Centro de Saúde da Mulher

A Prefeitura de Corumbá está reconstruindo o Centro de Saúde da Mulher Dr. Nicolau Fragelli, localizado na Rua 15 de Novembro, entre a América e a Colombo. O início das obras foi autorizado na manhã desta quarta-feira, 11, pelo prefeito Paulo Duarte. O projeto foi detalhado pela secretária de Saúde, Dinaci Ranzi, que destacou a importância dos serviços que serão executados no local.

 

“Antes de ser o Centro de Saúde da Mulher, em 1997, o prédio era um pronto socorro. Segundo informações, de 97 para cá, recebeu apenas uma pintura em 2005 e não tem estrutura necessária para comportar os serviços disponibilizados no local. Por isso mesmo a necessidade dessa reforma e ampliação”, destacou Dinaci.

 

Ela classificou a assinatura da ordem de serviço das obras como “mais uma etapa que o prefeito Paulo Duarte está vencendo. Hoje, este centro de saúde é referência na região, possui uma equipe de profissionais qualificados, capacitados, que trabalham em um prédio com uma estrutura inadequada. É por isto que o prefeito priorizou esta reforma e a ampliação, que vão refletir diretamente na qualidade do atendimento aqui”, disse.

 

O centro de saúde conta com uma equipe de 32 profissionais. São 14 médicos, dois odontólogos, uma enfermeira, uma nutricionista, uma assistente social / coordenação, um assessor / administrativo, duas psicólogas, duas técnicas de radiologia, 05 técnicos de enfermagem e três recepcionistas.

 

Eles são responsáveis pelos serviços de ginecologia, pré-natal, programa de controle do câncer de colo uterino, ultrassonografia geral, mamografias, odontologia pediátrica e para mulheres, psicologia, nutricionista, serviço social, planejamento familiar e teste do pezinho, disponibilizados no local, exceto mamografia, cujo aparelho, por falta de espaço, está provisoriamente em uma sala no hospital.

 

A unidade é responsável por uma média mensal de 1.930 atendimentos entre consultas e exames: ginecologia, ultrassonografia (900/mês), mamografia (200/mês) e recoleta de triagem pré-natal e neonatal (teste do pezinho alterado).

 

saude da mulher

Prédio já foi um pronto socorro até ser transformado no Centro de Saúde da Mulher, em 1997 (Foto: Renê Marcio carneiro)

 

Nova estrutura

 

Hoje, o prédio é dotado de uma recepção, sala de espera, seis consultórios médicos, um consultório odontológico, duas salas de ultrassom, sala de enfermagem, sala de serviço social, consultório de psicologia, sala de esterilização de material, três banheiros e cozinha.

 

Com a reforma e ampliação passará a contar com uma sala de mamografia (com o aparelho que está na Santa Casa), um auditório, recepção ampliada, banheiro para cadeirantes, reforma dos banheiros existentes, aumento das salas de consultas, criação do escovódromo, nova sala odontologia, nova sala ultrassonografia.

 

Além disso, o piso será substituído, bem como a cobertura, criação de expurgo, criação de sala de esterilização, construção de nova cozinha, banheiros para funcionários, troca das já elas e pintura geral do prédio.

 

Reconstrução

 

Carlos Campos de Figueiredo, um do médicos do Centro de Saúde da Mulher, afirmou que a obra iniciada está motivando ainda mais a equipe do local. Citou que não se trata de uma simples reforma, mas da “reconstrução do centro” que até hoje, ocupa um prédio adaptado, que era o pronto socorro da cidade.

“A equipe ficou motivada. Teremos aqui, um dos melhores centros de saúde da mulher da região”, disse o médico citando cidades como Campo Grande, Dourados, Cuiabá, Várzea Grande, que não contam com uma unidade como a que será construída em Corumbá. Destacou ainda o trabalho integrado que é feito, envolvendo as secretarias de Saúde, Educação e Assistência Social, importantes para desenvolvimento do programa de saúde da mulher.

 

A usuária dos serviços, Maria Carmem Achaval, moradora no centro, a obra será importante para a população. “Vai melhorar, mais conforto para quem utiliza os serviços daqui”, disse, elogiando o atendimento que, conforme ela, é muito bom. “Cheguei aqui às 08 horas, agora são 09 horas e já fui atendida”, disse.

 

Quem também elogiou a decisão da Prefeitura em reformar e ampliar o prédio foi Cristina Teofala de Jesus Roca. Grávida do terceiro filho, ela destacou que a  nova estrutura vai sem bom para todas as pessoas que utilizam o local, inclusive na sala de espera, aguardando atendimento. “O corumbaense está acostumado ao calor, mas o ar condicionado é com. Esta reforma e a ampliação será bom, vai melhorar bastante”, concluiu.