Pela água: Maratona Aquática encerra o Pantanal Extremo em Corumbá

O paulista de Taubaté, Marcos de Campos Sá Rodrigues, 31 anos, da equipe Aquaman, conquistou o primeiro lugar na Maratona Aquática do Pantanal Extremo, categoria elite, com distância de cinco mil metros. No feminino, a vencedora foi a campo-grandense Fernanda Ferreira de Silva, 23 anos, da equipe Mover for life.

 

A prova marcou o encerramento da terceira edição do Pantanal Extremo, pela água, competição iniciada na última quinta-feira e que este ano, teve um atrativo a mais, o Extreminho, competição voltada para crianças de 11 a 14 anos, que envolveu 200 alunos e alunas da Rede Municipal de Ensino, nas modalidades de Corrida de Trilha e Canoagem.

 

A Maratona Aquática foi disputada na manhã deste domingo nas águas do Rio Paraguai, com direito ao difícil trecho do Canal do Tamengo que continua sendo o maior desafio para os atletas da categoria elite.

 

Acostumado a provas de longa distância, Marcos Rodrigues revelou que foi muito difícil. O trecho do Canal do Tamengo foi um desafio. “Estava muito quente, calor. Já participei de uma prova em Manaus mas esta aqui foi mais difícil”, disse o nadador que se especializou em provas com distâncias acima de 15 quilômetros.

 

Para se ter uma ideia, no final de outubro ele participou e ficou em terceiro lugar na Travessia 14 Bis, com percurso de 24 km entre as cidades de Bertioga e Santos, no litoral norte de São Paulo. Marcos lutava pelo tetracampeonato consecutivo da prova Organizada pela Aeronáutica do Brasil, como parte da Semana da Asa. Disse ter gostado muito do Pantanal Extremo e já avisou: vai voltar em 2016 para conquistar o bicampeonato.

 

Fernanda Silva, por sua vez, já conhecia o trajeto e as dificuldades. Em 2014 ela também foi a primeira colocada. Mesmo assim, disse que foi uma prova bastante difícil devido ao calor e à água quente do Canal do Tamengo. “Melhorou quando atingimos o Rio Paraguai, mas o canal é realmente um trecho difícil. Aqui é bem diferente de piscina, mas nado é a mesma coisa”, disse feliz pelo bi.

 

No masculino o segundo lugar ficou com o campo-grandense Daniel Acosta Catelan, campeão em 2014, seguido por Samir Barel, de Campinas. O corumbaense Pedro Henrique da Silva Castro, da equipe Funec, foi o quarto colocado da disputa. Já no feminino, em segundo lugar chegou Rhannah Cavalcante Samaniego, e em terceiro, Gabriela Cardoso de Souza André, amas de Campo Grande.

 

Mil metros

 

Antes da categoria Elite, a Maratona Aquática reservou momento de grandes disputas nas águas do Rio Paraguai, com a prova dos mil metros, dividida nas categorias infantil, juvenil, adulto e máster.

 

O infantil feminino as vencedoras foram Isabelle Santos de Souza, seguida por Byanka Danielle Alves da Cunha Moraes e Jaqueline Mairene Molina de Souza Araújo. No masculino, o único participante acabou sendo desclassificado.

 

No juvenil masculino, o vencedor foi Paulo Otávio Hernandes Pinto, seguido por Antônio Carlos Villa da Silva Ventura Souza e Herisson Borgo Vila Nova Moreira. O feminino não teve participantes.

 

O adulto feminino foi conquistado por Martinha Duarte Garcia. Já o masculino teve como vencedor Erick Nascimento de Souza, seguido por Giovani Hamer Izé e Rômulo Falcão Figueiredo do Nascimento.

 

Na categoria máster feminino a campeã foi Cecília Fujimaki, seguida por Mariana Marinho Rondon e Ana Grace César Gomes. No masculino o vencedor foi Rodrigo Lobo de Aguiar, seguido por Marcos Leite Gomes e Ricardo Vieira Coelho Junior.

 

A premiação aconteceu logo após a prova. Todos os participantes receberam medalhas e os três primeiros de cada categoria receberam troféus entregues pelo prefeito Paulo Duarte; pelo presidente do Poder Legislativo, vereador Tadeu Vieira, e pelo contra-almirante Petrônio Augusto Siqueira de Aguiar, comandante do 6º Distrito Naval.

 

O Pantanal Extremo é uma realização da Prefeitura de Corumbá e da Liga de Esportes de Corumbá, com patrocínio da Andorinha, Caiamasul, Caiobá, CiaNáutica e Hotel Nacional; apoio da Fecomércio-MS, SESC, Exército Brasileiro, Marinha do Brasil e Corpo de Bombeiros Militar de MS; sob coordenação das federações de Orientação, Ciclismo, Desporto Aquático, Canoagem e Atletismo, e da Confederação Brasileira de Stand Up Paddle.