Corumbá em Dança terá participação de 150 bailarinos no Porto Geral

Em torno de 150 bailarinos de diversos grupos e academias do município irão se apresentar em uma edição do Corumbá em Dança. O evento realizado pela Prefeitura Municipal de Corumbá, por meio da Fundação de Cultura, acontecerá no domingo, 15 de novembro, a partir das 19h30, no Teatro de Arena, do Porto Geral.

 

De acordo com Joílson Cruz, diretor-presidente da Fundação de Cultura, o Corumbá em Dança é evento pensado para promover a interação dos artistas entre si com a troca de experiências e apreciação de trabalhos que serão apresentados.

 

“A proposta do Corumbá em Dança é fazer com que os grupos se apresentem, interajam entre si porque devido ao ritmo acelerado do cotidiano acaba que eles só conseguem se encontrar nos espetáculos de final de ano e essa conversa, esse apreciar o trabalho do outro é importante, é estimulante’, disse ao lembrar que o propósito do evento destina-se ainda obviamente ao público destacando que “o que alimenta o artista e o aplauso da plateia”.

 

Para Joílson, a dança é uma das mais fortes expressões artísticas de Corumbá e prova disso são vários grupos existentes na cidade dos quais muitos realizam trabalho de forma com menos projeção, porém não com menor qualidade.

 

“Sabemos de vários grupos que ainda não tem projeção na cidade, mas já desenvolvem um trabalho interessante com a dança nos bairros, por exemplo, e não tem aquele momento de apresentarem num palco, para uma platéia”, avaliou.

 

Dentro do pensamento democrático trazido com a dança em suas mais diversas vertentes, o evento abrirá espaço para o estilo clássico, contemporâneo, dança de rua, dança do ventre e dança de salão, agradando também assim a todos os gostos.

 

Já confirmaram participação no Corumbá em Dança, os seguintes grupos:

Estúdio de Dança Ana Paula Honório, Uno Grupo de Dança UFMS/CAIJI, Academia de Dança Elton Roberto, Moinho Cultural Sul-Americano, Oficina de Dança de Corumbá, Academia de Dança Patrícia Gonzalez, New Fusion Pop e B-Boys.

 

A escolha do Porto Geral para ser palco desse grande evento de dança, segundo Joílson Cruz, foi aliar a beleza natural do local ao encerramento de outro grande evento na cidade, o Pantanal Extremo, que traz centenas de atletas de todo o país para competições em esportes de aventura.

 

“Assim, além da nossa população, o nosso visitante poderá ver o que de melhor a cidade está produzindo na dança, arte que também cultua a saúde e o corpo como fazem os atletas que nos visitam essa época do ano”, observou.