Prefeituras de Corumbá e de Puerto Suárez se unem em prol do Moinho

As Prefeituras de Corumbá e de Puerto Suárez, Bolívia, estão fortalecendo cada vez mais as ações pelo desenvolvimento dessa região de fronteira. Depois de um encontro em Puerto Suárez, em agosto, o prefeito Paulo Duarte e o alcaide Sebastian Hurtado se reencontraram em Corumbá e oficializaram uma nova parceria, desta vez em prol das crianças bolivianas atendidas pelo Instituto Moinho Cultural Sul-americano.

 

Em atendimento a uma solicitação do prefeito corumbaense, Hurtado confirmou na quarta à noite, apoio à instituição, disponibilizando transporte para as 35 crianças bolivianas residentes do outro lado da fronteira, além de ceder uma professora para acompanhar o grupo.

 

O anúncio foi feito durante uma reunião com a direção do Moinho Cultural e com os pais das crianças atendidas pela instituição, que contou também com as presenças da vice-prefeita e diretora-presidente da Fundação de Meio Ambiente do Pantanal, Márcia Rolon; da primeira dama e diretora-presidente da Fundação de Desenvolvimento Urbano e Patrimônio Histórico, Maria Clara Scardini.

 

Esta foi a primeira visita de Sebastian Urtado que assumiu a Prefeitura de Puerto Suárez este ano. “Quero agradecer ao Moinho e à Prefeitura porque, na verdade, estamos em dívida com vocês. Sem obrigação nenhuma vocês buscavam as nossas crianças que, lá, já estão apresentando grandes resultados desse trabalho desenvolvido aqui”, disse.

 

“Por isso venho aqui, atendendo a um pedido do prefeito Paulo, para conhecer pessoalmente o trabalho maravilhoso do Moinho e afirmar que, a partir de hoje, vamos nos comprometer em ajudar de alguma maneira, seja com o transporte das crianças, ou de alguma outra forma. Somos parceiros”, disse.

 

O prefeito corumbaense informou que fez questão de participar dessa reunião junto com Hurtado que, a partir de agora, vai disponibilizar o transporte das crianças. “Essa parceria para nós é muito importante pelo belíssimo trabalho que vem sendo realizado pelo Moinho nesses 11 anos, atendendo as nossas crianças, não só pelo aspecto cultural, mas também pelo social”, comentou. “Se essas crianças não estivessem aqui, poderiam estar hoje em outros lugares não tão bons para uma criança frequentar”, observou.

 

Paulo lembrou ainda que, além de ser parceira, a Prefeitura tem buscado outras instituições para auxiliar o Moinho Cultural. “O trabalho que se faz aqui é extremamente importante e vai refletir no futuro dessas crianças. Por isso a Prefeitura é parceira e está buscando novos parceiros para manter o Moinho em atividade. Se a gente analisar, apesar do atual momento da economia, o apoio que estamos dando a esta instituição, nestes dois anos e nove meses, é bem maior do que outras administrações já fizeram ao longo desses últimos anos”.

 

Para Márcia Rolon o resultado do encontro foi extremamente positivo. “Além do transporte, o prefeito Hurtado já vislumbrou reforçar esta parceria com a entrada de empesas bolivianas radicadas na região de fronteira com Corumbá. E ele (Hurtado), se mostrou a vontade. Disse que se sente mais em casa aqui, em Corumbá, que em Santa Cruz. Isto mostra o seu interesse em fazer parte da família Moinho”, destacou.

 

O coordenador do Moinho Cultural, José Roberto dos Santos Júnior, lembrou que essa é a primeira vez que um prefeito do país vizinho se interessa em ajudar o projeto. “Essa parceria é maravilhosa. É a primeira vez que recebemos um prefeito da Bolívia que tem interesse em conhecer o nosso projeto e ver o trabalho que realizamos com essas crianças”, disse; “Hoje, temos jovens que se formaram aqui, trabalhando lá em Puerto Suarez, ministrando aula na Fundação de Cultura de lá. Então, esse apoio é de extrema importância para nós”, completou.

 

O Moinho conta hoje com 390 alunos. Para manter as atividades, a instituição precisa de ajuda e, por isso, trabalha com várias frentes. Uma elas é o “Abrace o Moinho” com o intuito de manter suas atividades de forma integral. Para tanto, qualquer pessoa pode fazer sua doação via deposito em conta corrente no Banco do Brasil, Agência 0014-0, Conta Corrente 20168-5. O CNPJ do Moinho é 05.420.357/0001-42.

 

Tem também o “Troco Solidário” na drogaria São Bento. Lá, o cliente pode doar o troco para a instituição que encaminha um relatório mensal com os nomes das pessoas que participaram da campanha. Além disso, uma urna está instalada na sede, localizada na Rua Domingos Sahib, no Porto Geral, onde quem desejar pode deixar sua contribuição.

 

Mas, não apenas do apoio financeiro vive o Moinho. Quem quiser atuar como voluntário pode entrar em contato pelo telefone (67) 3231-8436. Para conhecer mais sobre o Moinho Cultural e sobre como colaborar com suas atividades, também há o site: www.moinho.org.br.