Movimento Compre do Pequeno será segunda e terá até feira do produtor

O comércio corumbaense vai estar movimentado na próxima segunda-feira, 05, com o Movimento Compre do Pequeno, que está sengo organizado pelo Sebrae em todo o País, visando estimular a sociedade a consumir produtos e serviços fornecidos por micros e pequenas empresas que, em Corumbá, representam mais de 95% do número de empreendimentos existentes, e são responsáveis pela geração de cerca de 90% dos postos de trabalho no Município.

 

O movimento é uma parceria entre o Sebrae de Corumbá e a Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Indústria e Comércio, com apoio da Associação Comercial e Empresarial e Sindicato do Comércio Varejista de Corumbá.

 

Segundo a gerente regional do Sebrae, Isabella Fernandes, a ideia é realizar um evento semelhante ao Liquida Corumbá, com promoções que atraiam a população. “Isto será importante para movimentar o comércio local e fazer com que a população compre das pequenas e micros empresas existentes na cidade. A compra local movimenta a economia, gera emprego e renda”, disse.

 

Visando o sucesso do evento, o Sebrae disponibilizou material promocional como forma de atrair a população e incentivar os empresários a participar de forma ativa desse movimento que acontece no dia 05 de outubro, data em que se comemora o Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa.

 

Feira do Produtor

 

E não serão apenas as lojas estabelecidas no cento da cidade que participarão do evento. Também na segunda-feira está programada uma edição especial da Feira do Produtor, idealizada pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Produção Rural, beneficiando o pequeno produtor rural e oportunizando à população que poderá comprar alimentos mais saudáveis, produzidos no município corumbaense.

 

A Feira do Produtor será instalada na esquina das ruas Frei Mariano e Dom Aquino, onde o Sebrae, a Prefeitura e parceiros, estarão com suas estruturas montadas para o movimento. “Quem se dirigir ao centro da cidade para aproveitar as oportunidades que serão ofertadas no comércio local, poderão levar os mais variados gêneros alimentícios para casa, a preços acessíveis”, disse o secretário da pasta, Pedro Lacerda.