Feapan: leilão do cavalo pantaneiro deve reunir 100 animais em Corumbá

Com a participação de tradicionais criadores de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, o 20º leilão de elite do cavalo pantaneiro na Feapan (Feira Agropecuária do Pantanal) deverá reunir mais de 100 animais de alto padrão. A raça tem sido um dos destaques da maior feira do agronegócio pantaneiro promovida desde os anos de 1990 pelo Sindicato Rural de Corumbá.

 

A Feapan será aberta na próxima quinta-feira (29) e o leilão do cavalo pantaneiro está programado para o dia 31, a partir das 19h, no tatersal do Parque de Exposição Belmiro Maciel de Barros. A feira segue até o dia 1º de novembro (domingo) com leilões de gado de corte e touros e shows musicais, com praça de comercialização de implementos agrícolas e insumos.

 

O primeiro lote com 30 cavalos pantaneiros destinados ao leilão chegou esta semana a Corumbá, procedente de Poconé (MT), um dos principais centros de criação da nobre raça. A tropa foi transportada pela Lancha Laura Vicuña desde o Porto Jofre, pelos rios Cuiabá e Paraguai, navegando mais de 400 km. Também estão sendo esperados animais de criadores de Corumbá, Campo Grande e Rio Verde.

 

Os animais para comercialização passarão por julgamentos, no dia 29, e participarão de provas do laço técnico e cumprido, nos dias 30 e 31. No sábado (31) ainda haverá uma novidade: a prova de apartação, onde o cavalo pantaneiro tem dado um show de funcionalidade. Este registro valoriza ainda mais uma raça ainda imprescindível em trabalho de gado e no transporte das boiadas.

 

Integração

 

O leilão equino promovido pela Feapan, segundo o presidente do Núcleo do Cavalo Pantaneiro de Corumbá, Carlos Albaneze Sahib, não apenas oportuniza bons negócios, se constituindo também em um evento de integração entre os centros criadores do Pantanal e do Planalto. Ele informou que os principais criadores de Poconé estarão presentes ao leilão, que terá transmissão pelo site www.taquarihorse.com.br .

 

No ano passado, tradicionais criadores do município instalaram no Parque de Exposição Belmiro Maciel de Barros a Casa do Cavalo Pantaneiro, inaugurada durante a Feapan. A iniciativa busca integrar os membros do núcleo local de criadores e fomentar a realização de provas esportivas. O cavalo pantaneiro já conquistou seu espaço na lida do campo e agora desponta nos esportes funcionais.

 

A Feapan 2015 tem o apoio do Governo do Estado, Prefeitura de Corumbá, Famasul, Sebrae, Banco do Brasil, Sicredi e outros parceiros privados.