Entrosamento com Estado resulta em benfeitorias para Corumbá, diz Duarte

O perfeito entrosamento entre o prefeito Paulo Duarte (PT) e o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) está resultando em benfeitorias para a população corumbaense. Se não bastasse a realização da Caravana da Saúde que está trazendo uma série de benefícios à região, o governador sul-mato-grossense anunciou na manhã deste sábado, 03, o aumento de leitos hospitalares na cidade com a ampliação do Hospital de Corumbá; uma UTI Neonatal; investimentos da ordem de R$ 74 milhões em saneamento básico, além de outros e serviços e obras nas áreas da saúde e de infraestrutura, principalmente.

 

O anúncio foi feito durante ato que marcou a abertura do Dia D da sexta edição da Caravana da Saúde na Escola Estadual João Leite de Barros. Azambuja reafirmou que o Estado está repassando ao Município a importância de R$ 370 mil que serão investidos na aquisição de uma mesa cirúrgica de última geração, carrinho para anestesia, instrumental cirúrgicos e monitores para a Unidade de Tratamento Intensivo do Hospital, além de um aparelho de tomografia computadorizada.

 

“Isto é parceria. Viemos aqui construir com vocês. Vamos ampliar o Hospital de Corumbá, aumentar o número de leitos, e construir a UTI Neonatal que Corumbá precisa”, destacou em seu discurso.

 

O prefeito Paulo Duarte, que estava ao seu lado, lembrou que tudo isso é resultado das conversas que teve com o governador desde a sua eleição. “Tudo isso está sendo uma demonstração clara de que o mais importante é trabalhar pela população, que é preciso separar as questões políticas, partidárias. Eleição tem hora e data e não vamos antecipar o processo eleitoral”, pontuou.

 

Duarte, mais uma vez, destacou que a parceria é de extrema importância e que resulta em benefícios para o povo. “Estamos aqui com mais de uma centena de servidores da Prefeitura, trabalhando na Caravana, acolhendo, atendendo a população”. Fez questão de agradecer ao governador Reinaldo Azambuja “que sabe separar questões políticas” e que eleição é apenas em 2016 e “cabe ao povo decidir”.

 

Infraestrutura

 

E os investimentos não ficam somente na área da saúde. Reinaldo criticou governos anteriores que privilegiavam somente municípios cujos prefeitos eram do mesmo partidos, e destacou que vai levar investimentos “para os 79 municípios sul-mato-grossenses” e que Corumbá receberá R$ 3 milhões para obras de recapeamento asfáltico (Ladário terá outros R$ 800 mil).

 

A área de saneamento também está em pauta. “Vamos investir R$ 74 milhões em Corumbá para chegar a 90% de esgotamento tratado na cidade, e 100% de água potável, com redução inclusive do índice de perda, e outros R$ 8,9 milhões no saneamento de Ladário, tudo isso para melhorar a qualidade de vida das pessoas”, disse o governador.

 

“E vamos reforçar também os investimentos em Segurança Pública. Temos novos policiais que se formaram e vieram para Corumbá e estamos fazendo uma grande licitação de algemas, armamentos, viaturas e equipamentos de inteligência para fortalecer os policiais. Também vamos enviar mais 50 policiais militares para fortalecer a Segurança de Corumbá e Ladário”, falou.

 

Mato Grosso

 

O governador de Mato Grosso, Pedro Taques, também veio a Corumbá. A visita foi para conhecer a Caravana da Saúde, programa que ele pretende implantar no seu Estado. “Eu vi políticos que gostam de fazer estradas que levam nada a lugar nenhum, mas as pequenas coisas é que importam”, destacou. “Mato Grosso tem que se espelhar em muita coisa de Mato Grosso do Sul”, disse.

 

Reinaldo apresentou todo o programa ao governador mato-grossenses, números já alcançados em Corumbá e Ladário e ressaltou que a Caravana está preenchendo uma lacuna deixada pelo Estado nos últimos oito anos, acabando com a fila da vergonha de espera por cirurgias. “Estávamos com mais de 17 mil pessoas na fila de espera aguardando cirurgias da cataratas. Seriam necessários 10 anos para zerar. Pretendemos fazer isto até abril do próximo ano”, revelou.

 

Na macrorregião de Corumbá e Ladário, a Caravana iniciou os trabalhos no dia 29 de setembro. Até metade da manhã deste sábado, já haviam sido realizadas 3.879 consultas oftalmológicas, 382 cirurgias de catarata, 23 cirurgias de pterígio e 13.579 procedimentos.