Corumbá investe na formação de atletas com Centro de Iniciação ao Esporte

A população corumbaense ganha em 2016, no ano dos Jogos Olímpicos no Brasil, um moderno Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) que está sendo construído pela Prefeitura na região do Guanã, bairro da Nova Corumbá. Concluído, o centro vai ampliar a oferta e incentivar a iniciação esportiva na região pantaneira, contribuindo assim para o surgimento de novos valores nas mais diferentes modalidades olímpicas, inclusive.

 

Na manhã desta quinta-feira, 15, o prefeito Paulo Duarte visitou o canteiro de obras, acompanhado do secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Gerson da Costa Melo, e pelo diretor-presidente da Fundação de Esportes de Corumba (Funec), Elvécio Zequetto. Lá se encontrou com os empresários Adriano Morrone e Antônio Bordin que já se disseram parceiros para zelar pelo espaço.

 

“O Centro de Iniciação ao Esporte é mais uma grande obra que estamos executando na parte alta da cidade. Primeiro foi a UPA 24 Horas do Guató, depois o Centro de Artes e Esportes Unificados, isto sem contar com as 1040 unidades habitacionais no Guató e no Jardim dos Estados”, comentou o prefeito Paulo Duarte.

 

O prefeito explica que são obras importantes que estão transformando a região sul, parte alta da cidade. “Este centro esportivo é mais um empreendimento que estamos trazendo para a parte alta. É, sem dúvida, o maior e melhor espaço destinado à iniciação esportiva do Mato Grosso do Sul, que vai transformar vidas, revelar atletas, formar cidadãos, com reflexos inclusive na saúde das pessoas”.

 

Guanã

 

O CIE está sendo construído no Guanã, no bairro da Nova Corumbá, em uma área de 7.000 metros quadrados localizada nas ruas Cyríaco de Toledo, João B. O. Mota e Edu Rocha. Para chegar ao estágio atual, foi preciso muita luta. “Não foi nada fácil. O projeto só foi aprovado após muitas viagens a Brasília”, revelou Paulo Duarte. “Mas foi gratificante. Este centro esportivo, sem dúvida alguma, será um marco para a cidade. Vai contribuir para revelar atletas, formar cidadãos”, celebrou.

 

Outro fator importante é que o CIE será mais um espaço voltado para a prática esportiva na maior cidade pantaneira. “Corumbá era muito carente em relação a espaços públicos para atividades esportivas. Quando assumimos, o Complexo Poliesportivo da Porto Carrero estava fechado. Realizamos uma reforma completa e hoje, é uma referência. Construímos também o Centro de Artes e Esportes Unificados, o CEU Heloisa Urt, no Jardim dos Estados, e estamos trabalhando outros projetos para dotar a cidade de mais espaços voltados para o esporte e lazer”, lembrou.

 

A obra deve estar concluída em maio de 2016, ano em que o Brasil sedia os Jogos Olímpicos. E a construção desse empreendimento também mereceu destaque por parte do chefe do executivo corumbaense. “É mais uma obra que está gerando emprego e renda para o trabalhador corumbaense, principalmente no atual momento d a economia brasileira e mundial”, celebra. Hoje, são 20 trabalhadores e a previsão e aumentar com o decorrer dos trabalhos.

 

Parceria

 

O CIE integra uma parceria entre a Prefeitura e o Governo Federal, por meio do Ministério do Esporte, que desenvolveu a concepção do Centro de Iniciação ao Esporte no âmbito da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). Os investimentos são da ordem de R$ 3.572.214,04. Será administrado pela Funec.

 

O centro é dotado de um ginásio poliesportivo com arquibancada; área de apoio (administração, sala de professores/técnicos, vestiários, chuveiros, enfermaria, copa, depósito, academia, sanitário público), além de estruturas de atletismo na parte externa do ginásio. Serão 3.750 metros quadrados de área construída em uma área total de 7.000 metros quadrados.

 

“Teremos um espaço para a prática de todas as modalidades olímpicas e paraolímpicas. A pista de atletismo, por exemplo, será emborracha”, explicou Zequetto. Conforme ele, a área do atletismo contará com uma pista, espaços para saltos, além de arremesso de martelo, de peso, de disco e de dardo. Já o ginásio poliesportivo comportará as modalidades de basquetebol, boxe, handebol, judô, lutas, tênis de mesa, taekwondo, vôlei, esgrima, ginástica rítmica, badminton e levantamento de peso.

 

Haverá espaço também para seis modalidades paraolímpicas: esgrima de cadeira de rodas, judô, halterofilismo, tênis de mesa, voleibol sentado e goalball. O futsal, modalidade não olímpica, também está contemplado.

 

O ginásio contará com espaço para quadra com 40 metros de comprimento por 20 metros de largura, 12 metros de altura; piso sintético com camada de resina de poliuretano, além da área administrativa e espaço para academia, enfermaria, vestiários e copa. Será dotado de equipamentos de acessibilidade como rampas, plataforma elevatória, banheiros adaptados, portas mais largas e espaço para cadeiras nas arquibancadas.