Centro de Convivência da Pessoa Idosa recebe palestra sobre o câncer

A Prefeitura de Corumbá, por meio da Secretaria de Assistência Social e Cidadania, realizou na tarde de quarta-feira, 14, um ciclo de palestras preventivas referentes ao Outubro Rosa. As atividades estão sob a coordenação da Gerência de Políticas para a Mulher em parceria com a Secretaria de Saúde, por intermédio do Centro de Saúde da Mulher, e as palestras começaram pelo Centro de Convivência da Pessoa Idosa (CCI).

 

“Estamos com uma programação especial como parte do Outubro Rosa, atendendo as pessoas que fazem parte dos programas desenvolvidos pela Prefeitura e o primeiro local visitado foi o Centro de Convivência”, explicou a gerente de Política Pública para a Mulher, Cristiane Santana.

 

Conforme ela, o ciclo de palestras é para que as pessoas se lembrem de fazer o autoexame e aproveitam para se cuidar. “Como a campanha de prevenção no Brasil completa 10 anos e temos números que mostram que houve um aumento de 30% na procura do preventivo, isso para nós já é uma vitória muito grande. Por isso, este ano, resolvemos trabalhar na questão da solidariedade por parte do companheiro, pois sabemos como a mulher fica fragilizada nesse momento, e ele deve participar, estar sempre ao lado dela”, pediu.

 

A palestrante foi Catarina Oliveira, enfermeira do Centro de Saúde da Mulher. Ela destacou os riscos da doença, como se prevenir e também orientou as mulheres sobre os cuidado com o corpo.

 

“É muito importante que as mulheres pratiquem exercícios físicos, nem que seja uma caminhada. Todas precisam se movimentar, que façam direito as suas escolhas alimentares e, principalmente, que não deixem de fazer o autoexame, a mamografia para que possam detectar o câncer de colo de útero e de mama ainda no início, para receber o tratamento adequado na rede de saúde”, explicou.

 

A coordenadora do Centro de Convivência, Adelaide Maria Dias da Cruz, lembrou que pelos dados passados pela enfermeira, “estudos apontam que, atualmente, cerca de 50% dos casos de câncer de mama ocorrem entre as mulheres com mais de 65 anos de idade, e que 30% dos casos entre as mulheres acima de 70 anos. E como aqui temos muitas idosas cadastradas, temos que lembra-las que elas precisam se prevenir, que não podem deixar a sua saúde de lado”, pediu.

 

Hoje o CCI conta com 260 pessoas cadastradas que frequentam o instituição de segunda a sexta-feira, durante a manhã e à tarde. Lá participam de diversas atividades, como ginástica, jogos de salão, danças e passeios. Na quarta-feira, o funcionamento acontece em período integral, com almoço e lanche para os presentes.

 

Novas palestras

 

Além do CCI, a Prefeitura vai levar as palestras para os CRAS e o CRAM, atendendo assim um número maior número de pessoas com informações preventivas ao câncer de mama que é hoje, uma das neoplasias mais comuns entre as mulheres, e responsável pelo maior número de óbitos no Brasil e no mundo. É também a neoplasia maligna mais temida entre as mulheres, pois está relacionada à sexualidade, à imagem corporal e interfere no aspecto psicológico.