Supervisor da Confederação Brasileira de Judô visita projeto da Prefeitura

Amadeu Dias de Moura Júnior, atual supervisor técnico de alto rendimento da Confederação Brasileiro de Judô (CBJ), visitou nesta quarta-feira, 16 de setembro, o projeto de judô que atende 120 alunos da Escola Municipal Ângela Maria Perez, no bairro Jardim dos Estados. O ex-atleta corumbaense conversou com as crianças e explicou a importância do esporte na formação de bons cidadãos.

 

E como exemplo ele usou o próprio sensei dos jovens, Luiz Paulo Ribeiro, professor de Educação Física da Rede Municipal de Ensino de Corumbá (Reme). “O Luiz Paulo foi meu aluno, nosso atleta de judô também, me informou sobre o projeto e pediu para que eu fizesse essa visita. Ou seja, são duas coisas muito importantes para mim: primeiro o convite dele, segundo a Escola, onde eu dei aula e vivi bons momentos aqui”, afirmou Amadeu.

 

Ele lecionou na unidade de ensino, que neste mês de setembro completa 20 anos de fundação, entre os anos 2000 e 2001, quando deixou a cidade para seguir a carreira de técnico internacional. “Em 2002 sai pro mundo. Fui para El Salvador, depois México, onde passei 5 anos”, complementou.

 

“Tive oportunidade de trabalhar em nível internacional em El Salvador, na Centro América. Meu trabalho foi reconhecido e quando voltei para cá tinha um projeto já me esperando, de alto rendimento, fiquei dois anos nesse projeto e tivemos também bons resultados, quando foi convidado a ir para o México trabalhar com a equipe olímpica de lá, com  a melhor atleta mexicana que é Vanessa Zambotti e também com a seleção”, contou.

 

Depois de se destacar com as atletas mexicanas o professor corumbaense foi convidado pela CBJ para retornar ao País. “Nosso trabalho apareceu bastante internacionalmente e a Confederação Brasileira me trouxe de volta para o Brasil para trabalhar com a seleção olímpica rumo a Londres e também agora, no Rio de Janeiro”, concluiu.

 

“Nosso objetivo é mostrar aos alunos que o esporte pode ser muito importante na vida de uma pessoa. Eu comecei no judô em 1998 em um projeto social na escola Castro Brasil. Consegui uma bolsa de estudo na faculdade por causa do judô e hoje é com muito prazer que ensino isso para essas crianças”, afirmou Luiz Paulo.

 

O projeto esportivo atende os estudantes do Ângela Maria Perez no contraturno escolar. O sensei Amadeu Junior fica em Corumbá até o final da semana. Ele está na cidade visitando familiares.