Festival de Pipa resgata brincadeira tradicional e combate uso do cerol

Parte das comemorações pelos 237 anos de Corumbá, o III Festival de Pipas reuniu quase 200 crianças no último sábado, 5 de setembro, no Complexo Poliesportivo. O evento é promovido pela Prefeitura, por meio da Fundação de Esportes (Funec) e premiou todos os participantes.

 

“É uma forma de incentivar a presença dos jovens e recuperar uma brincadeira antiga, tão tradicional em nossa cidade”, comentou o diretor-presidente da Funec, Elvécio Zequetto. Outro objetivo da ação é conscientizar a comunidade dos perigos trazidos pelo uso do cerol (mistura de vidro e cola na linha).

 

“Este ano tivemos a parceria da Infraero e da Aeronáutica, que explicaram também sobre os problemas causados pelas pipas na região do Aeroporto Internacional de Corumbá. Só neste ano, mais de 80 foram recolhidas naquela área”, alertou Zequetto. Um folder explicativo foi entregue aos pais e participantes.

 

O Festival também premiou os vencedores nas categorias maior pipa, menor pipa e mais criativa. Na primeira, o vencedor foi Kelvin Magalhães, 12 anos, que levou uma pandorga com 2,40 metros por 2.67 metros. Sinval Santos Alves ficou em segundo e Loham Martinez em terceiro.

 

Gabriel Alencar, 11 anos, ficou em primeiro na categoria menor pipa. Whalkyr Couto da Silva, de 8 anos, ficou em segundo e Maria Vitória, 5, em terceiro. Na mais criativa, Enzo Luiz, de 10 anos, ficou em primeiro. Gabriel Navarro, 9, foi o segundo. Flávio Junior, 8, e Christian Martins, 9, dividiram a terceira colocação.