Curso capacita agentes voluntários para atuar em situação de emergência

Sessenta e nove pessoas de Corumbá e Ladário estão participando desde o último dia 28, 2ª feira, do Curso de Capacitação de Agente Voluntário em Defesa Civil. O curso segue até o próximo dia 02 de outubro e é oferecido pela Defesa Civil de Corumbá em parceria com a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil com o objetivo de formar agentes voluntários que possam ter condições de colaborar em situações emergenciais.

 

Além da parte teórica, os voluntários participam de ações práticas de APH (Atendimento Pré-Hospitalar), Prevenção e Combate a incêndios urbanos e florestais, além de Rádio-Comunicação Emergencial nos Desastres com carga horária de 40 horas/aulas.

 

Entre os participantes da capacitação estão integrantes da Defesa Civil de Corumbá e Ladário, do 17º Batalhão de Fronteira, do 3º Grupamento de Bombeiros, da Guarda Municipal de Corumbá e Ladário, da Polícia Civil de Ladário, da Secretaria de Assistência Social de Ladário, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, da Secretaria Municipal de Saúde de Corumbá e da Secretaria de Obras de Ladário.

 

O curso tem como objetivo capacitar pessoas de diferentes segmentos para atuar na prevenção, assim como nas ações de resposta aos diversos casos de desastres naturais ou provocados pelo ser humano e que eventualmente possam atingir as comunidades de nossa região, haja vista que os desastres ocorrem no município e este deve estar preparado para saber lidar com as várias situações resultantes de uma tragédia, no sentido de reduzir perdas humanas, materiais e ambientais em consonância com a Política Nacional de Proteção e Defesa Civil.

 

A Defesa Civil é o órgão responsável pela segurança global da população, nos assuntos relacionados a desastres naturais e antropogênicos, e compreende igualmente um conjunto de ações de prevenção, mitigação, preparação e resposta aos desastres e dependendo da situação deve ser feita de forma integrada, sistematizada e envolvendo os três níveis de governo, além de entidades privadas com a indispensável participação da comunidade.