Segredo de hambúrguer está no principal ingrediente, revela chef Jimmy Ogro

Cada pessoa tem sua receita para fazer um bom hambúrguer, prato tipicamente norte-americano, mas que ganhou o paladar popular do redor do mundo. Para contar os segredos de um hambúrguer que faça sucesso entre muitos paladares, o chefe de cozinha, Jimmy Mc Manis, mais conhecido pelo apelido, Ogro veio a convite da Prefeitura Municipal de Corumbá participar da 4ª edição do FEGASA (Festival Gastronômico Sabores das Américas), evento que foi aberto na tarde desta sexta-feira, 21 de agosto, justamente com a oficina intitulada “Hambúrguer Artesanal”.

 

Logo de início, os participantes perceberam que o carisma do chef com mais de dois metros de altura é proporcional a sua estatura. Com muita desenvoltura em meio ao ambiente da cozinha projetada especialmente para o evento, ele já desmistificou os ingredientes do hambúrguer, ou melhor dizendo, o ingrediente.

 

“Nada mais se usa do que carne moída, de preferência, as mais fibrosas da parte dianteiro do gado como o peito com o qual estamos fazendo os nossos hoje aqui. Ovo, pão amanhecido embebido em leite, tudo isso não é necessário. Quando aos temperos apenas sal e um pouco de pimenta do reino que colocamos só na hora de fritar”, ensinou.

 

Aliás, o ato de fritura também está na lista de dicas do chef. Segundo ele, é preciso selar a carne dos dois lados com a superfície da chapa bem quente. Isso mantém a suculência do hambúrguer.

 

Outra dica do chef é a proporção de gordura que a carne precisa ter. De acordo com ele, no peso total do ingrediente, 20% precisa ser de gordura que tem uma função primordial: dar a liga no hambúrguer evitando assim que ele se parte durante a fritura seja na frigideira, no grill, chapa ou churrasqueira.

 

Jimmy Ogro é conhecido por ser especialista no hambúrguer e desenvolver o Burguertopia, projeto que propõe transformar pratos líderes da preferência popular em sanduíches e, para acompanhar essas releituras, ele desenvolve variados molhos, dentre os quais, ensinou aos corumbaenses a maionese saborizada com alho.

 

A base usada pelo chef substitui os tradicionais ovos crus por leite. Já o jeito de emulsificar é o tradicional: liquidificar na velocidade mínima e paciência ao despejar um fino fio de olho de girassol ou milho até atingir o ponto. Na mistura ainda acrescenta-se três cabeças de alho assadas com azeite no forno por 45 minutos. O resultado é uma maionese suave com um gosto incrível. É o acompanhamento perfeito para o hambúrguer que vai ainda é coberto por fatias generosas de queijo muçarela e cubinhos crocantes de bacon, tudo bem acomodado dentro de um pão fresquinho.

 

Conforme o chef, a criatividade é quem manda na hora de compor um sanduíche, já que é possível agregar ingredientes que mais agradam ao paladar de cada um no recheio e o mesmo vale para o sabor da maionese com base de leite.

 

Pela segunda vez em Corumbá, Jimmy Ogro ainda se surpreendeu com pratos e ingredientes locais que lhe foram apresentados. Ele avaliou ainda que a Prefeitura de Corumbá, por meio da Fundação de Turismo do Pantanal, que organiza o evento, está à frente de muitas cidades do país que estão se despertando agora para o importante contexto da gastronomia para a cultura e o turismo.

 

“Essas iniciativas como a FEGASA são mais do que necessárias. Muitas cidades deveriam ter já como tradição festivais gastronômicos. A gastronomia é um elemento muito importante para o Turismo, é um contador de histórias. A gente explica a historia de um povo pela comida que existe naquele lugar. Por exemplo, os portugueses não estavam procurando terras quando descobriram o Brasil, mas temperos. A comida e muito importante”, afirmou ao comentar sobre as primeiras impressões da culinária pantaneira.

 

A oficina de Hamburguer Artesanal do chef Jimmy foi uma das mais concorridas do evento e por isso a Prefeitura de Corumbá resolveu abrir uma segunda turma atendendo a apelos de comerciantes de carrinhos de lanche da cidade, entretanto os pedidos continuaram a chegar e uma terceira turma foi aberta e também todas as 50 vagas foram preenchidas.

 

O FEGASA, que ano que vem terá uma data exclusiva dentro do calendário de ventos do município, conforme assegurou o prefeito Paulo Duarte, é uma realização da Prefeitura Municipal, por meio da Fundação de Turismo do Pantanal, e da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (ABRASEL) do Pantanal. Conta com a parceria de Fundações e Secretarias Municipais, assim como do SEBRAE/Regional Pantanal.