Prefeitura no Bairro atrai moradores até do Distrito de Albuquerque

A terceira Ação Prefeitura no Bairro, realizada neste sábado, 08, em Corumbá, foi aberta às 08 horas. Mas, bem antes disso, um grande número de pessoas já formava fila em frente à Escola Municipal Barão do Rio Branco. Teve gente que chegou às 04 horas da manhã e também quem veio de longe, do Distrito de Albuquerque como Silvia Aparecida Timóteo Rosas, 56 anos.

 

Silvia Aparecida foi uma das 74 pacientes agendadas pela Central de Regulação da Secretaria de Saúde atendida pelo Ônibus da Saúde da Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul (Cassems), para exame de mamografia. “Estava aguardando há três meses quando me ligaram, informando que seria atendida hoje, aqui, nesta ação da Prefeitura”, afirmou, explicando que o encaminhamento foi feito pela Unidade de Saúde de Albuquerque.

 

“É muito importante. Já pensou um ônibus desse aparecer lá em Albquerque? Será tudo de bom para os moradores de lá”, observou antes de se encontrar com o prefeito Paulo Duarte, com quem conversou bastante, aproveitando para solicitar o mesmo serviço na sua comunidade.

 

Os dois Ônibus da Saúde da Cassems reforçaram esta terceira edição do programa Prefeitura no Bairro. Uma equipe de profissionais, durante todo o dia, atendeu pacientes encaminhados pelas unidades de saúde da Prefeitura, via Central de Regulação da Secretaria de Saúde, bem como paciente da própria Caixa de Assistência.

 

Foram disponibilizados exames de mamografia, densitometria óssea, PSA, preventivos de colo de útero, exames de pele, palestras sobre preventivo de colo de útero e mama, palestra sobre nutrição, palestra com psicólogos, consultas com dermatologista, consultas com oncologista de pele, entre outros.

 

Rodrigo Laraya, um dos médicos da equipe da Cassems, estava amplamente satisfeito com o resultado da ação. Destacou a importância de se realizar os preventivos e que a mamografia, por exemplo, representa a chance de cura do câncer, se detectado precocemente.

 

“Não estamos aqui procurando o câncer, mas sim detectar o câncer precocemente”, citou, lembrando que, se isto ocorrer, as chances de cura são de 90%. O diagnóstico é realizado por meio de um aparelho ultramoderno. O mesmo acontece no exame de densitometria óssea que tem apoio de um aparelho portátil também moderno, que fornecesse resultado imediato e o paciente deixa a consulta com medicamentos e orientação para evitar fraturas patológicas.

 

Viagem cancelada

 

Outra paciente satisfeita era Andrea Morales de Morais, 61 anos. Ela cancelou a viagem que faria a Campo Grande onde faria a consulta. Foi uma das pacientes que passou pelo exame de densitometria óssea. “Eu tenho osteoporose e iria para Campo Grande. Quando fiquei sabendo da vinda do Ônibus da Cassems, agendei para ser atendida aqui mesmo, em casa, sem precisar viajar”. Ela chegou às 08 horas e o atendimento foi rápido. Tão rápido que perdeu a vez: era a décima segunda e já estava na décima quinta paciente. “Além do mais, a gente não precisa madrugar”.

 

Enquanto Andrea se dirigia ao ônibus para ser atendida, quem deixava o local era Elizabeth da Silva Mendes, 67 anos. E desceu a escada literalmente pulando de alegria. “A gente tem que comemorar. Fiz o exame e estou bem de saúde. Isto não é um grande motivo para comemorar?”, disse sorrindo.