Povo das Águas atende famílias ribeirinhas do Taquari a partir de terça

A Prefeitura de Corumbá inicia na terça-feira, 11, mais uma edição do programa social Povo das Águas, ação que está permitindo levar os mais diferentes serviços às famílias ribeirinhas residentes em regiões de difícil acesso. Desta vez, o atendimento será na região do Taquari e se estenderá até o dia 14 de agosto.

 

A ação foi iniciada neste domingo, 09, à noite, com o embarque da equipe responsável pelo atendimento que deveria iniciar já nesta segunda-feira, mas diante das dificuldades de navegação no Rio Taquari, a primeira comunidade será atendida somente na terça.

 

Os trabalhos começam pelo Porto Santa Ana, em atendimento as comunidades das colônias Cedro e Limãozinho, no período das 10 às 14 horas. No dia 12, quarta-feira, serão atendidas as famílias da Colônia São Domingos, no Porto Figueira, e região do Bracinho, no Porto Sairú, das 10 às 14 horas.

 

No dia 13, quinta-feira, a ação acontece no Porto Sagrado em atendimento às famílias da Colônia São Domingos, das 10 às 14 horas. Já na sexta, dia 14, as equipes atendem as famílias do Corixão, das 09 às 13 horas, no Porto Espora de Prata, além das comunidades do Rio Nego e região do Cedrinho, das 09 às 13 horas, dentro da própria embarcação. O retorno a Corumbá acontece sábado, 15 de agosto.

 

O programa tem como objetivo promover o desenvolvimento comunitário integrado e sustentável nas comunidades das regiões das águas, envolvendo todos os segmentos públicos, sociedade civil organizada e colaboradores que possam atender a essa população prestando-lhe serviços de qualidade, e oferecendo-lhe condições de minimizar as adversidades e proporcionando-lhes o exercício da cidadania.

 

O programa é desenvolvido pela Prefeitura de Corumbá, sob coordenação da Secretaria de Governo. Integra as secretarias municipais de Saúde, Educação, Assistência Social e Cidadania, Produção Rural, da Defesa Civil e da Fundação do Meio Ambiente.

 

Participam do programa social médicos, dentistas, enfermeiras, vacinadoras, assistentes sociais, pedagogas, professoras, agentes comunitários de saúde, agentes de endemias, agentes de Defesa Civil, técnicos, além de agentes ambientais do Município.