Fuphan apresenta patrimônio histórico e arquitetônico para estudantes

Apresentar a riqueza arquitetônica de Corumbá aos mais jovens, despertar neles um sentimento de pertencimento à região e envolvê-los na preservação do patrimônio histórico da cidade. Com esses objetivos, a Fundação de Desenvolvimento Urbano e Patrimônio Histórico (Fuphan) iniciou nesta quarta-feira, 19 de agosto, um projeto piloto com estudantes da Escola Neusa Assad e Malta (Enam) e Tenir.

 

Durante o período da manhã, a primeira turma de alunos fez uma visita guiada pelo antigo Hotel Galileo, prédio importante do Centro do município e totalmente recuperado pela Prefeitura. Através de imagens e relatos antigos, os adolescentes puderam comparar a atual estrutura com a situação antiga do local.

 

Os alunos ainda fizeram um passeio pela área central e observaram os diferentes estilos arquitetônicos presentes na região. A arquiteta Ana Paula Badari, gerente de Patrimônio Histórico da Fuphan, acompanhou-os nessa ação. Ainda durante o período da manhã, ela participou de uma roda de conversa com estudantes do 3º ano do Tenir. As atividades continuam nesta quinta e sexta-feira.

 

“Essa ação faz parte da Semana Nacional do Patrimônio Histórico e nossa proposta é ampliar esse trabalho para todas as escolas da rede pública e particular da cidade”, detalhou a diretora-presidente da Fuphan, Maria Clara Scardini. “Esse envolvimento dos jovens é extremamente importante, até para que toda a rica história de Corumbá permaneça sempre presente nos debates e na formação escolar”, completou.

 

“A ideia é mostrar o que é arquitetura, patrimônio material, imaterial, um pouco da história da cidade, como ela foi planejada e de forma ela deve continuar se desenvolvendo”, complementou a superintendente de gestão institucional da Fundação de Desenvolvimento Urbano e Patrimônio Histórico de Corumbá, Lauzi Xavier.

 

Ainda durante a visitação, os estudantes conversaram sobre a recuperação de outros importantes espaços públicos, como a Praça da Independência e a Praça da República, obras incluídas no PAC das Cidades Históricas e já iniciadas pela Prefeitura. “De todo o Mato Grosso do Sul, só Corumbá foi incluída nesse programa do Governo Federal. Isso é muito importante para toda a população local e para o trade turístico”, concluiu Maria Clara.