Conheça o samba-enredo que vai levar o carnaval de Corumbá para o FASP

A maior manifestação da alegria do povo corumbaense inegavelmente é trazida com o carnaval que é considerado o melhor da região Centro-Oeste do Brasil. Por isso, a festa que reúne milhares de pessoas a cada fevereiro na cidade pantaneira, foi a escolhida para promover a abertura da 12ª edição do Festival América do Sul Pantanal, evento que acontecerá entre os dias 20 e 22 de agosto em Corumbá.

 

Será um momento inédito quando as dez agremiações da cidade se unirão para mostrar o melhor da folia corumbaense com todos os elementos que uma escola de samba precisa: comissão de frente, ala das baianas, bateria, mestre-sala e porta-bandeira, entre outros.

 

De acordo com a vice-prefeita e diretora-presidente da Fundação de Cultura de Corumbá, Márcia Rolon, “será algo único porque essa união das entidades carnavalescas apresentará para toda a América do Sul e para o mundo essa grande manifestação cultural que é o carnaval de Corumbá. É a chance que temos para afirmar mais uma vez que fazemos a melhor festa de uma das regiões do Brasil e que isso acontece porque o povo de Corumbá tem alegria como uma das suas principais marcas, sem contar o valor cultural que é agregado”, comentou.

 

Os interessados em participar desse momento singular devem procurar uma das dez escolas de samba da cidade para receberem mais orientações. Agora, caso não consiga vagas nas alas pré-definidas, vale mesmo é se fantasiar como quiser e seguir no “arrastão” que entrará pela Avenida General Rondon logo após a passagem da “Escola de Samba Corumbá”.

 

A concentração está marcada para acontecer às 17 horas do dia 20 de agosto, quinta-feira, no cruzamento das ruas Cuiabá e Frei Mariano, área central da cidade.

 

Samba-enredo exclusivo

 

Para embalar todos os foliões que descerão para a avenida no “carnaval fora de época”, um samba-enredo foi especialmente encomendado para um dos mais consagrados compositores da Cidade Branca, João Batista. Mais conhecido no mundo carnavalesco como JB, ele tratou de escrever uma letra que envolvesse pelos elementos naturais e culturais dos diversos países do continente sul-americano.

 

“Deparei-me com uma riqueza enorme de características culturais, costumes, religiosidade, política, etc. Como não podia ser uma coisa difícil de se assimilar, optei pelas civilizações que outrora viveram aqui dando origem a nossa. Características geográficas, ecológicas naturais de grandeza mundial como a Amazônia, Cordilheira dos Andes, Geleiras do Chile, alagados, pântanos e as Cachoeiras de Paulo Afonso. Com isso, fiz um convite a América do Sul já acolhendo a todos com boas-vindas calorosas: corumbaense, do pôr do Sol, céu azul e com o rio Paraguai”, diz o compositor ao falar sobre o processo criativo.

 

“Na segunda estrofe, divulguei a paixão que temos pelo samba e seus estandartes das 20 e poucas escolas que já tivemos e do samba que nos empolga, fazendo e ajudando a todos nós a vencer obstáculos cotidianos, nos alegrando, fazendo esquecer os problemas diversos da vida. Convido a América do Sul a dançar, cada um no seu rítmo, enfim dançar, pois somos corumbaenses pantaneiros, latinos, brasileiros saudoso, românticos e apaixonados. Santuário da vida, pulmão do mundo, cordilheiras, matas, geleiras, praias, alagados, cachoeiras, juntamente com mulatas charmosas de tango e samba no pé muy hermosas”, resume JB sobre a letra que será cantada no desfile de abertura do Festival América do Sul Pantanal e que o leitor desta matéria pode conhecer na transcrição abaixo.

 

A gravação que foi feita no Estúdio Imprensa Corumbá LTDA com uma das vozes mais marcantes do carnaval corumbaense, a do intérprete Roxo.

 

A 12ª edição do Festival América do Sul Pantanal (FASP) é uma realização do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul em parceria com a Prefeitura Municipal de Corumbá, contando com o patrocínio das empresas Vale, Fibria e MS Gás. Dentre os apoiadores estão: UFMS, SESC, empresa Andorinha, Sanesul, IPHAN, Moinho Cultural Sul-Americano, TVE e Ministério da Cultura.

 

Veja a letra do samba-enredo do FASP e ouça o áudio, clicando aqui

 

Soy Latino Brasileiro, Corumbaense Pantaneiro e do Samba, Sim Senhor !!!

Letra e música: João Batista da Silva e Souza (JOTABÊ)

 

Soy louco por ti América do Sul.

Berço poderoso das civilizações.

Celeiro, da Arte e da Cultura!!!

De heróis, artistas e tradições.

Morada da “Mãe natureza”

Salinas, Cordilheiras,

Jazidas, Pantanal.

Bem-vindo

Bienvenido,

Chega mais,

Vamos chegar!!!

Essa é a nossa Corumbá.

Do pôr do sol, do céu azul

Do majestoso Paraguai,

Do Festival da América do Sul.

Vou beijar o estandarte.

Da Liberdade, do amor e da Paixão.

Do Samba que empolga essa cidade,

Trazendo Felicidade para nossos corações.

Vou dançar Taquirari, Polca, Tango

Samba Cúmbia e Rasqueado

Soy Latino Brasileiro,

Corumbaense, Pantaneiro.

Jogo a tristeza de lado!!!

Pantanal, Santuário da vida.

Amazônia pulmão do mundo.

Cordilheiras dos andes, Geleiras,

Matas, Praias, Alagados e cachoeiras.

Mulheres, charmosas Mulatas.

De Tango e de Samba no pé.

Graça gingado doçura.

Muy Hermossas!!! Bis…

Venham ver como é que é?