Com turmas extras, FEGASA inicia 4ª edição e anuncia data própria

“Na linha de orientar e fortalecer esses eventos na cidade, mostrar a cidade de forma positiva para o Brasil é importante que tenhamos o FEGASA em uma data própria”. Esse foi o discurso do prefeito municipal de Corumbá, Paulo Duarte, durante a abertura da quarta edição do FEGASA (Festival Gastronômico Sabores da América) que se iniciou na tarde desta sexta-feira, 21 de agosto, na sede do Sindicato Rural de Corumbá.

 

O anúncio foi recebido com a manifestação de apoio da platéia que já aguardava ansiosa pela primeira oficina do evento. Paulo Duarte também falou sobre o importante valor que a gastronomia agrega à identidade de um povo.

 

“Com essa data, que ainda iremos discutir com nossa equipe, a proposta também é fortalecer mais uma marca de Corumbá, que é a gastronomia porque embora a gente traga chefs de fora, há sempre o convite para que eles usem nossos sabores, utilizem nossos temperos com carnes e queijos nossos”, declarou o prefeito.

 

Pela avaliação da diretora-presidente da Fundação de Turismo do Pantanal, Hélènemarie Dias Fernandes, o segmento da gastronomia dentro da atividade turística coloca Corumbá em posição privilegiada.

 

“Entendemos que esse insumo é um insumo fundamental do desenvolvimento do Turismo. Hoje, em Corumbá, o maior gasto do turista é com a comida. Nós temos produtos importantíssimos nessa esfera com nossa cultura pantaneira e com a fronteiriça”, disse.

 

Um dos chefs mais esperados do FEGASA, Jimmy Mc Manis, conhecida pelo codinome Ogro, avaliou positivamente a realização do FEGASA, que é promovida pela Prefeitura Municipal de Corumbá, por meio da Fundação de Turismo do Pantanal, e a cada edição reúne um público maior. Entre a edição de estreia e a atual, o número de participantes nas oficinas mais que dobrou, já que além das 700 vagas em todo o evento, foram abertas duas turmas extras para a oficina de Hambúrguer Artesanal do chef Jimmy.

 

“Essas iniciativas como a FEGASA são mais do que necessárias. Muitas cidades deveriam ter já como tradição festivais gastronômicos. A gastronomia é um elemento muito importante para o Turismo, é um contador de histórias. A gente explica a historia de um povo pela comida que existe naquele lugar. Por exemplo, os portugueses não estavam procurando terras quando descobriram o Brasil, mas temperos. A comida e muito importante”, afirmou ao comentar sobre as primeiras impressões da culinária pantaneira.

 

“A diversidade dos temperos e muitas histórias de família como o caso da sopa paraguaia que surgiu de um erro gerando um prato incrível”, disse ao lembrar o bolo salgado de origem paraguaia que foi oferecido aos chefs visitantes durante a troca de experiências com culinaristas locais.

 

O evento segue até o dia 23 de agosto quando nove chefs terçao oferecido 15 oficinas assegurando a participação de cerca de 800 pessoas com direito a degustação do prato elaborado ou da harmonização realizada pelo chef de cozinha convidado.

 

O evento é realizado pela Prefeitura Municipal, por meio da Fundação de Turismo do Pantanal, e da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (ABRASEL) do Pantanal. Conta com a parceria de Fundações e Secretarias Municipais, assim como do SEBRAE/Regional Pantanal.

 

Confira a programação dos próximos dias:

 

22 de agosto (sábado)

 

Chef Vanessa Taba – 09h00 as 10h00

Confeitaria: Profiteroles de bocaiuva com crocante de coquinho e Bolo de bocaiuva com merengue de limão

 

Chef Jimmy Mcmanis – 10h10 às 11h10      

Cozinha Popular: Carne de porco do OGRO

 

Chef Vera Chaves – 11h20 às 12h20           

Cozinha Regional: Pintado na crosta de baru ao molho picante de manga e carpaccio de cabotiã

 

Chef Gustavo Helney – 13h30 as 14h30      

Cozinha Contemporânea: Pacu ao perfume do cerrado: filé de pacu recheado com queijo nicola, purê de batata doce  e maçã verde

 

Chef Paulo Machado – 14h40 às 15h40      

Cozinha Regional: Macarrão de comitiva com castanhas e alegria do gosto

 

Chef Edu Rejala – 15h50 às 17h20 

Cozinha Nikkei: Preparo de arroz para sushi e técnica uramaki

 

Sommelier Ivan Alves – 17h30 as 18h40            

Harmonização e serviço de vinhos

 

Chef Marcílio Galeano – 18h50 as 19h50          

Cozinha Regional: Frango na lata servida com sopa paraguaia mole, finalizado com queijo Nicola, farofinha de coquinho e crispe de couve

 

23 de agosto (domingo)

 

Chef Paulo Machado e a índia Leticia Mendes – 09h00 às 10h00       

Cozinha Regional: Ceviche de Mandioca

 

Chef Vanessa Taba – 10h00 às 11h00         

Confeitaria: Mini cupcake de bocaiuva e Cakepop de farinha de bocaiuva