Projeto Aprender e Transformar apresenta números positivos em Corumbá

O Projeto Aprender e Transformar desenvolvido por meio de uma parceria entre a Prefeitura e a Casas Bahia permitiu formar 917 pessoas em Corumbá, 70% do público que participou das capacitações.

 

É o que informa a secretária de Assistência Social e Cidadania, Mabel Sahib Aguilar, após receber relatório da equipe da Casas Bahia que coordenou o projeto na cidade. “Foram disponibilizadas 1.354 vagas. Dessas, 1.308 foram preenchidas, 97%, e no final tivemos 917 pessoas formadas, o que representou 70% do público estimado”, explicou.

 

O relatório apontou ainda que 528 vagas foram oferecidas para os cursos de Informática. Desse total foram formados 391 alunos, 71% do previsto. Já os cursos voltados à Empregabilidade foram 685 vagas ofertadas, com 663 inscritos (96%) e 454 formados (68%), enquanto os cursos voltados ao Empreendedorismo, a oferta foi de 120 vagas, com 117 inscritos (97%), e 72 formados (61%).

 

O projeto foi realizado durante o mês de junho na estrutura montada na praça de esportes da Nova Corumbá. A abertura foi no dia 08 com uma solenidade que contou com a presença do Prefeito Paulo Duarte, bem como da vice-prefeita e diretora-presidente da Fundação de Cultura, Márcia Rolon; da secretária Mabel Aguilar, além de convidados e cursistas participantes do projeto.

 

O projeto foi encerrado no dia 27 de junho e Corumbá foi a segunda cidade do Estado beneficiada com a oferta de cursos gratuitos à população em uma tenda totalmente climatizada específica para o desenvolvimento dos cursos voltados à Inclusão Digital, Empregabilidade e Empreendedorismo.

 

A Nova Corumbá, bairro localizado na parte alta da cidade, foi escolhido pelo prefeito Paulo Duarte por ter sido identificado alí, uma grande demanda por cursos de qualificação profissional voltados para os jovens e adultos que residem na região. A escolha do local foi baseada também na localização privilegiada de intenso trânsito de pessoas, considerado um local estratégico para divulgação e acesso do público.

 

Além disso, levantamento prévio realizado pela Secretaria de Assistência Social e Cidadania, revelou que os cursos de qualificação no próprio bairro, foram as maiores reivindicações dos moradores da região. “Eu quero crescer. Precisava de uma oportunidade desta. Como sou muito tímida, eu não consigo mudar sozinha”, disse Catarina da Silva justificando os motivos que a levaram participar do projeto.

 

Quem também demonstrou contentamento foi Neide Moreira. Para ela a “oportunidade foi feita e dada para mim. Vou dar um show de informática para meus filhos”. Já Elite Francisca agradeceu a oportunidade de “Estar aqui, participando do curso e poder levar muito do que conheci no Aprender e Transformar para aqueles que precisam destas informações e para estar pronto para vida”.

 

“Com a vinda do Projeto Aprender e Transformar estamos cumprindo com a nossa função enquanto Política de Assistência Social, que é ofertar a qualificação profissional, garantir o acesso  do cidadão ao mundo do trabalho e promover a autonomia financeira das famílias em nosso município”, argumentou Mabel.

 

Ela explicou que “esse é o compromisso da administração do prefeito Paulo Duarte, que temos procurado cumprir sempre com o foco no cuidado com a cidade e, em especial cuidando bem das pessoas que moram, trabalham e constroem a história de nossa Corumbá”, e concluiu afirmando que “parcerias como esta, que beneficiam nossa gente, estamos sempre dispostos a firmar e já coloquei a equipe da Secretaria de Assistência Social e Cidadania  para buscar novos parceiros”, finalizou a secretária.

 

No encerramento do projeto, todos receberam certificados e foram encaminhados para cadastramento de currículo no Banco de Oportunidades Municipal, o BOM – Pantanal, que fica localizado no Centro de Qualificação para o Trabalho Dom Bosco, coordenado pela Gerência de Qualificação e Trabalho da Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania.