Prefeito convoca jovens para conferência e construção do Plano da Juventude

A participação dos jovens na terceira edição da Conferência Municipal da Juventude foi apontada pelo prefeito Paulo Duarte como de fundamental importância para o fortalecimento das políticas públicas voltadas para esta camada da população, e na construção do Plano Municipal da Juventude.

 

Nesta quarta-feira, 1º de julho, o chefe do executivo corumbaense se encontrou com um grupo de jovens estudantes de escolas da rede particular de ensino da cidade (Santa Teresa, Tenir e Objetivo). Foi durante uma das etapas preparatórias para a Conferência Municipal da Juventude que aconteceu no Centro Padre Ernesto de Promoção Humana e Ambiental (CENPER), realizada pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Assistência Social e Cidadania, e organizada pela Gerência de Políticas para a Juventude.

 

Elogiou a participação dos jovens presentes ao evento desta manhã, citando inclusive Lucas Alexandre Amaral da Silva, 15 anos, da Escola Tenir; Aliciane Rodrigues Rocha, 17, do Santa Teresa, e Marcos Roney de Oliveira, 15, do Objetivo. Os três foram escolhidos para, em público, expor seus pensamentos sobre o que é ser jovem. Lucas citou que o jovem é uma revolução ambulante; Aliciane falou sobre comportamento do jovem, e Marcos destacou que o jovem faz a diferença.

 

Fez um relato da sua juventude, período em que estudava na então escola estadual Santa Teresa e, com uma bolsa de estudos, se transferiu para o Colégio Dom Bosco, em Campo Grande. Disse ter sido um período difícil, mas importante para sua formação profissional.

 

Paulo disse que sempre foi “um revolucionário” e que isto o fez deixar o Santa Tereza, que na época era uma escola estadual, e se transferir para o Colégio Dom Bosco, em Campo Grande, após ganhar uma bolsa de estudo. Lembrou que sofreu muito, pensou em voltar, mas que seu pai não deixou. “Os pais devem impor limites”, explicou, lembrando que aquele período foi fundamental na sua vida. Após tudo isso, se formou em Economia, fez pós-graduação, se tornou funcionário público (da Fazenda), foi secretário de estado, deputado e, hoje, é prefeito de Corumbá.

 

Por tudo isso ele ressaltou que o jovem tem que participar do processo, inclusive administrativo da cidade, independente de partido. “Criticar todos criticam, mas todos nós temos responsabilidades”, disse, lembrando que “os jovens têm que participar de forma efetiva, sair do mundo virtual e vir para o mundo real”.

 

E esta participação efetiva, segundo o prefeito, tem que começar já, na Conferência da Juventude, e na construção do Plano Municipal da Juventude, ferramenta de extrema importância para o estabelecimento de políticas públicas.

 

A conferência está sendo organizada pela Gerência de Políticas para a Juventude e, segundo o titular da pasta, Jonathan França de Moraes da Cruz., outros encontros preparatórios estão marcados. A ideia é, nestas conferências livres, definir as propostas que serão levadas à Conferência Municipal, com vista à fase estadual e nacional.

 

O secretário de Governo, Márcio Cavasana, também participou do encontro desta manhã e enalteceu a realização. Também conclamou a participação maciça dos jovens no processo, considerando isto fundamental para a elaboração do Plano Municipal da Juventude.