Com homenagem, família de Helô diz que ações da ativista cultural continuam

O prefeito de Corumbá Paulo Duarte abriu as portas de seu gabinete na tarde desta sexta-feira, 03 de julho, para receber os familiares de Heloísa Helena da Costa Urt, figura pública de grande influência na cultura, bem como nos setores sociais locais, e que será a grande homenageada com a entrega do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), no bairro Jardim dos Estados, parte alta da cidade.

 

O nome da ativista cultural batizará o espaço singular no município, pois disponibiliza uma grande estrutura envolvendo: quadra poliesportiva coberta, pista de skate, equipamentos de ginástica, Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), salas multifuncionais, telecentro, sala de reunião, biblioteca, cineteatro/auditório com 60 lugares, pista de caminhada e um campo de futebol de futebol oficial gramado e iluminado.

 

“Estamos tomando todos os cuidados para a inauguração do espaço naquela região populosa. É um gesto nosso de carinho para ficar marcado, pois é o primeiro espaço desse porte que foi construído na parte alta da cidade. Efetivamente, através dessa obra pretendemos eternizar o nome dela”, disse o prefeito ao avisar os familiares que a Prefeitura prepara uma grande festa para o momento de inauguração.

 

Dois dos três filhos de Heloísa, Luiz Eduardo e Felipe, além da amiga de longa data, Marlene Mourão, a “Peninha”, receberam a notícia com grande satisfação, pois avaliaram que o espaço concentra muitos setores nos quais Helô, como era popularmente conhecida, atuou.

 

“É uma homenagem muito bonita que o Paulo está fazendo porque ela era cultura viva, a gente nunca esquece do que ela fez. O nome dela é marcado, é imortal. Sempre ela tinha palavra de solidariedade expressa no seu cotidiano. Espero que a população usufrua bastante com muita responsabilidade, preservando local, apesar de temos hoje muitos vândalos que fazem da depredação um esporte”, disse o filho mais velho da homenageada, Luiz Eduardo.

 

Porém, o prefeito Paulo tranquiilizou-o ao explicar que a administração do CEU Helô Urt vem junto com um modelo de gestão diferenciado que coloca a população como partícipe também dessa tarefa.

 

“Haverá uma gestão compartilhada com os membros da comunidade com os quais estamos há alguns meses numa preparação”, contou o chefe do Executivo aos familiares que também foram recebidos pela primeira-dama, Maria Clara Scardini; pela vice-prefeita, Márcia Rolon; e pela Assessora Especial, Jô Simão.

 

Espaço popular

 

Luiz Eduardo ainda observou outra característica que faz com que a homenagem à Heloísa ganhe mais significado. “É muito emocionante porque, mais uma vez, o nome dela fica imortalizado por tudo o que fez pelas cidades de Corumbá e Ladário, inclusive nas festas populares, pois tudo aquilo que ela realizava tinha agregação de valor para as pessoas carentes que são aquelas que investem nessas festas. Ter um espaço desses numa região que carecia dessa estrutura é igual ela continuar a fazer aquilo que sempre fez”, comentou.

 

Com investimentos oriundos de uma parceria entre a Prefeitura e o Governo Federal, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), o CEU Helô Urt vai integrar  em um mesmo espaço, programas e ações culturais, práticas esportivas e de lazer, formação e qualificação para o mercado de trabalho, serviços socioassistenciais, políticas de prevenção à violência e de inclusão digital, para promover a cidadania na comunidade local.

 

A estrutura faz parte de um projeto desenvolvido pelos Ministérios da Cultura; Esportes; Desenvolvimento Social e Combate à Fome; Justiça; Trabalho e Emprego, e do Planejamento, Orçamento e Gestão.

 

 

A homenageada

 

Heloísa Urt faleceu em 23 de novembro de 2011, aos 61 anos, no Centro de Tratamento Intensivo do Hospital de Caridade de Corumbá, vítima de um infarto agudo do miocárdio, dilatação da aorta torácica e hipertensão arterial sistêmica.

 

Ladarense e com uma personalidade marcante, Helô era conhecida pelo jeito autêntico de expor suas opiniões e defender seus pontos de vista. Atuou na política, onde foi uma das fundadoras do Partido dos Trabalhadores em Corumbá. Também desenvolveu ações nos campos do Meio Ambiente, do Social, e, sobretudo da Cultura.

 

À frente da Fundação de Cultura do Pantanal, ela foi a responsável por trazer de volta os carnavais antigos com a descida dos corsos, blocos das pastorinhas e frevo para a avenida General Rondon. Em 2006, ela idealizou o bloco Sandálias de Frei Mariano, que passou a abrir o carnaval de Corumbá na noite de quarta-feira.

 

Na época também foram criados a Noite da Seresta, o projeto Pôr do Som e demais ações em prol da cultura local como a volta do uso do Jardim da Independência em datas festivas como o aniversário da cidade e Natal. Como gestora da cultura local, ela também contribuiu para a organização do Arraial do Banho de São João ao cadastrar as famílias que promovem os festejos na cidade.